Olá,

Visitante

Acesso À Saude Bucal ao Paciente com Necessidades Especiais: Dificuldades de Acesso A Rede Sus

as questões relativas ao acesso aos serviços de saúde, entretanto, são marcadas, de uma maneira geral, por situações conflituosas, desde aos usuários e os gestores de saúde, sendo um problema ainda maior ao grupo de Pacientes com Necessidades Especiais (PNE) quando a busca é por atenção em saúde bucal. em Odontologia, é considerado paciente com necessidade especial todo usuário que apresente uma ou mais limitações, temporária ou permanente, de ordem mental, física, emocional, que o impeça de ser submetido a uma situação odontológica convencional. Estes pacientes, normalmente, são pessoas que não têm habilidade para promover uma higiene oral satisfatória e, muitas vezes, não permitem que outras pessoas a façam de maneira adequada. Nas USF, CEo e Hospitais credenciados a rede, o acesso acaba não sendo realizada, pois em estudos recentes, mostram que os cirurgiões – dentistas não se sentem aptos a realizar esse tipo de atendimento ou patologia de base não permite que o mesmo seja atendido

o presente trabalho tem como objetivo demonstrar as politicas publicas de saúde bucal, voltadas a paciente com necessidades especiais, mostrando as dificuldades de acesso a rede, de um paciente portador de distúrbios neurológicos graves, correlaciona Paciente portador de distúrbios neurológicos grave, acompanhado pelo CAPS, chega a Coordenação de Saúde bucal, sem nunca ter tido tratamento dentário. Compareceu ao CEo para realizar consulta inicial, mas não foi permitido nenhum tipo de atendimento, já que o mesmo, apresentava-se inquieto, agressivo. em nova consulta, foi realizado tentativa de sedação oral sem sucesso. Foi sugerido atendimento em ambiente hospitalar por sedação na Rede de Cuidados à Pessoas com Deficiência, mas o estado só possui 3 hospitais credenciados, não sendo possível acesso. Diante das dificuldades enfrentadas e sofrimento do paciente e de seus familiares, foi realizado procedimento em hospital municipal com oferta de exodontia, restauração,raspagem e profilaxia.

A APS, sendo a porta de entrada para o atendimento ao Usuário com Necessidades Especiais, muitas vezes se depara com profissionais inseguros e indevidamente capacitados para lidar com a complexidade de um paciente especial. Os CEOs enfrentam a dificuldade de implantação do atendimento aos PNE, devido a adaptação da estrutura física para garantir a acessibilidade e falta de odontólogos especialistas na área. o atendimento odontológico na alta complexidade é insuficiente frente à demanda necessitada.Por fim, entendemos que a organização estrutural da rede de atenção em saúde bucal, não está adequada para propiciar atendimento integral ao paciente portador de necessidades especiais que necessita de atendimento diferenciado e qualificado. Há que se discutir profundamente, as questões referentes ao acesso destes usuários, para isso é importante um maior investimento tanto pela poder federal, estadual e municipal para garantir acesso a todo e qualquer paciente a saúde oral.

Principal

Danilo Cesar Avelar Dos Santos

avelarccpm@hotmail.com

Coautores

Orlandina Oliveira Silva Do Nascimento, Juscival Rosa Moreira Junior,

A prática foi aplicada em

Santo Estêvão

Bahia

Nordeste

Instituição

Rua Marechal Floreano Peixoto, N 67, Centro, Santo Estevão

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Orlandina Oliveira Silva Do Nascimento

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Estratégias para Enfrentamento da Judicialização da Saúde em Município de Pequeno Porte
São Paulo
Práticas
Fortalecendo Vínculos com Adolescentes: # Tamojunto Galera
São Paulo
Práticas
o Uso da Tecnologia como Instrumento Facilitador da Avaliação da Satisfação dos Usuários em Relação aos Serviços de Saúde
São Paulo
Práticas
Memórias (Re)Inventadas: A Experiência de Construção de Álbuns Fotográficos com Moradores de Residências Terapêuticas
São Paulo
Práticas
Cecom e Sua Contribuição nas Mudanças do Processo de Trabalho dos Profissionais da Saúde do Município de Regente Feijó e nas Ações de Prevenção e Promoção em Saúde
São Paulo
Práticas
Módulo, Modelagem e Contratualização: uma Alternativa para Organização da Atenção Especializada em Oftalmologia na Região de Araçatuba
São Paulo
Práticas
Apoio Técnico no Sus: Criando Oportunidades para A Consolidação do Coapes
São Paulo
Práticas
Implantação de Farmácias Vivas nas Unidades de Saúde do Município de Campinas-Sp
São Paulo
Práticas
Acolhimento como Ferramenta de Apoio às Tensões Emocionais do Trabalhador da Saúde
São Paulo