Olá,

Visitante

A Auriculoterapia na Remodelagem das Práticas do Sus

o presente trabalho é fruto da experiência profissional vivenciada, inicialmente, em uma unidade de ESF do município do Rio Grande/RS que em conformidade com as políticas nacionais remodelou as tecnologias utilizadas para o cuidado integralizado e humanizado, incluindo em seu processo de trabalho a auriculoterapia. Indicada como uma das PICS pelo MS demonstra-se resolutiva em diferentes situações do processo saúde-doença, apresentando um baixo custo e fácil aplicabilidade, possibilitando sua utilização tanto durante o acolhimento, como na demanda programada. Sendo um tratamento realizado através da inspeção, palpação e ação mecânica do pavilhão auricular. Justifica-se para o fortalecimento do SUS por se tratar de um tema contemporâneo ainda pouco discutido, delineando uma tecnologia eficaz, com um papel social desafiador e transformador, que busca soluções integradas, de educação permanente e ambiental e a detecção de outras necessidades comunitárias, primordial para a ESF.

Operar a prática da auriculoterapia na dinâmica de trabalho da ESF do município do Rio Grande/RS Integrar diferentes tecnologias e saberes no processo de cuidado e aprendizado das equipes de ESF A auriculoterapia foi inserida através do acolhimento e demanda programada de situações álgicas e demais crises, sendo os usuários instruídos e convidados a receber o tratamento. Seguindo os preceitos clínicos da prática e conforme a problemática envolvida estes eram observados por 30 minutos, liberados e orientados ao retorno em até 7 dias ou apenas agendados na demanda programada. Houve o uso de fichas de avaliação e de anamnese criada para o acompanhamento evolutivo do caso e análise científica. Quanto ao processo educacional realizou-se a formação e multiplicação das vivências em palestras, oficinas, ações intersetoriais e institucionais, criação de grupo em rede social, desenvolvimento de pesquisa e participação no grupo LAMSA da FURG.

Atendidas em torno de 1000 pessoas até a presente data, com queixas principais de dor musculoesquelética e psicológica, em diferentes fases evolutivas, sendo em sua maioria mulheres. Quanto à queixa aguda, houve resolução de todos os casos, tendo alguns destes (n=90), sido acompanhados em consultas individualizadas e coletivizadas, auxiliando no autocuidado e no aceite por parte dos usuários da prática adotada. o trabalho de ensino, pesquisa e tratamento intersetorial e institucional desenvolvidos com os profissionais foi considerado viável e eficaz educacional e terapeuticamente. Tendo auxiliado no interesse tanto profissional como do usuário, com aumento de unidades ofertando o serviço e interação ativa com a universidade.A auriculoterapia como mediadora no processo de cuidado e educação se faz um meio do perceber o outro como pessoa una, ao estimular seu envolvimento e impulsionar o acesso as outras formas de compreensão da essência humana. Tendo se mostrado eficaz e eficiente ao cuidado integral, com adesão tanto por parte dos usuários como pelos profissionais das equipes. Fortalecendo sua inserção na dinâmica de trabalho da ESF, por auxiliar na desmedicalização e atender as individualidades e coletividades.

Principal

Carliuza Oriente Luna

carliuzaluna@yahoo.com.br

Coautores

Marta Regina Cezar Vaz

A prática foi aplicada em

Rio Grande

Rio Grande do Sul

Sul

Instituição

Rua Rio Amazonas, 1241

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Maicon De Barros Lemos

Conta vinculada

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Regulação do Acesso À Atenção Especializada: des coberta de um Iceberg e des afios A Serem Superados
São Paulo
Práticas
Fórum Permanente de Embu Guacu: uma Possibilidade de Organização do Cuidado Intersetorial
São Paulo
Práticas
Profilaxia Pré-Exposição ao Hiv (Prep) como Nova Estratégia para A Prevenção do Hiv – uma Experiência Multiprofissional
São Paulo
Práticas
Consultório na Rua: uma Ampliação da Abordagem das Pessoas Vivendo com Hiv/Aids Focando A Adesão
São Paulo
Práticas
Processo Formativo de Apoio em Saúde Mental no Município de Franco da Rocha – Sp
São Paulo
Práticas
Estruturação da Rede de Saúde de Franco da Rocha: Análise do Financiamento das Ações, Por Meio da Transferência de Recursos Obrigatórios e Voluntários ao Município
São Paulo
Práticas
Participação Social na Construção do Planejamento Estratégico em Saúde e do Plano de Educação Permanente no Território de Ermelino Matarazzo/Sp
São Paulo
Práticas
Impactos da Formação de Trabalhadores Sobre Práticas Relativas ao Uso Racional de Medicamentos: Experiência no Contexto do Plano Regional de Educação Permanente em Saúde (Pareps)
São Paulo
Práticas
A Assistência Farmacêutica como Veículo de Educação e Economia
São Paulo
Práticas
Programa de Automonitoramento Glicêmico para Paciente Diabético Insulinodependente
São Paulo