Olá,

Visitante

A Aplicação do Business Inteligence (Bi) no Monitoramento da Atenção Primária em Saúde e outras Áreas de Atenção: a Experiência do Município de Canoas/Rs.

As etapas foram: levantamento preliminar, planejamento, análise do negócio, projeto, construção, testes, homologação e implantação. O conjunto de indicadores foi definido de acordo com premissas do Modelo Balanced Scorecard (BSC), técnica que visa a integração e balanceamento dos principais indicadores de desempenho existentes na organização (financeiros, administrativos, processos internos, qualidade de indicadores). Assim, traduziu-se a missão e a estratégia em objetivos e medidas tangíveis para as Centrais de Regulação, oferecendo uma visão do futuro e um caminho para chegar até ele, indo ao encontro do Planejamento Anual da Secretaria de Saúde e de metas de governo estabelecidas pela Prefeitura. Na fase de levantamento preliminar do projeto de BI, foram feitas reuniões para construção coletiva com os gestores para identificar as áreas e informações de interesse. Os protótipos das telas e relatórios especificados e validados tornaram possíveis o projeto de BI.Secretário de Saúde

O desenvolvimento teve início em 2012, com a informatização da regulação das internações e proveniência de informações de outros sistemas de informações, como dos hospitais da rede de saúde do município, do DATASUS, IBGE entre outros. Viu-se a necessidade de revisar dados, fontes, metas e referenciais comparativos e mesmo novos design de telas.

Aprendizados e dificuldadesO Processo de modelagem, desenvolvimento e homologação de um ambiente de Data Warehouse, na obtenção dos dados utilizando como base as informações da Secretaria de Saúde inovou no seu processo de avaliação e monitoramento. Maior aprendizado foi a disponibilidade das informações integradas e dentro de uma visão sistêmica da SMS. Dificuldades residem na análise técnica das informações.Perspectivas futuras ou Desdobramentos do trabalhoO desafio é a valorização da informação de modo a mobilizar os trabalhadores em torno dos dados objetivos, das informações que são fruto do processo de trabalho, permitindo a reflexão sobre o cotidiano das unidades de saúde e seus principais resultados, potencializados no aumento da comunicação que a informação proporciona. Para a gestão, a perspectiva é que o BI traga à Secretaria de Saúde a maturidade de uma gestão baseada em evidências, onde das informações sujam ações que orientem a renovação dos processos de saúde, propiciando aprendizados e resultados mais efetivos à população.

Principal

Eloir Antonio Vial

eloir.vial@canoas.rs.gov.br

A prática foi aplicada em

Canoas

Rio Grande do Sul

Sul

Instituição

Rua Dr. Barcelos, 1600

Uma organização do tipo

Campos, L. R.

Foi cadastrada por

Eloir Antonio Vial

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Teste: verificando o recurso de emissão de certificados
Todos os Estados (Sudeste)
Práticas
Gestão de saúde em Queimadas – PB: uso estratégico da informação no planejamento das ações
Paraíba
Práticas
Implantação e ampliação de Serviço Especializado em município do sertão da Paraíba
Paraíba
Práticas
Gestão de saúde de Cabedelo na implantação da nova lei de licitações: desafios e conquistas
Paraíba
Práticas
Processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2022-2025- relato de experiência.
Paraíba
Práticas
INFORMATIZAÇÃO DA REGULAÇÃO MUNICIPAL COM A ATENÇÃO PRIMÁRIA COMO COORDENADORA DO CUIDADO
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da implantação de sistema de regulação de exames no Município de mendes.
Rio de Janeiro