Olá,

Visitante

Um Ano de Controle Populacional de Cães Errantes de Forma Ética – Quais os Impactos na Saúde da População

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: A finalidade deste trabalho é conscientizar a população sobre a guarda responsável de animais domésticos e diminuir o número de animais errantes. Destacando que somos responsáveis pelo ambiente em que vivemos e que através de nossas atitudes podemos promover ou não a saúde da população da qual fazemos parte.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: O trabalho desenvolvido tem como objetivo diminuir o número de acidentes por mordidas de animais errantes, que trazem grandes danos á saúde humana. Objetivando também diminuir os custos que estes acidentes acarretam para a gestão da saúde do município e do estado. Mais sendo realizado de forma ética, que respeite a integridade dos cães, que não estão nas ruas por vontade própria. O desenvolvimento do trabalho é realizado da seguinte forma: O Setor de Vigilância Epidemiológica recebe as notificações de acidentes por mordidas de cães errantes, notificados nas Unidades de Saúde ( as quais já realizaram os procedimentos do protocolo de anti-rábica do Ministério da Saúde nestes pacientes. Em geral consulta médica e aplicação de 5 doses de vacina anti-rábica. Isso quando não é necessário a aplicação de soro anti-rábico), repassa esses dados para o Centro de Zoonoses . O veterinário vai até o local onde ocorreu o acidente, captura o animal, leva para o canil, onde esse ficará por seis dias, até que possa ser resgatado pelo proprietário. O propritário terá que pagar uma multa, receberá orientação sobre guarda responsável e levará uma cartilha que fala sobre o tema. Após este período o animal será esterilizado, chipado e colocado para adoção, onde permanecerá por 30 dias. Em sincronia com essa ação, a unidade da Estratégia da Saúde da Família que abrange está área desenvolve junto à comunidade, atividades de Educação em Saúde sobre guarda responsável. Através de folders, orientações, cartilhas, palestras nas escolas, além de colocar na sala de espera das unidades filmes sobre o tema. Passando o período de 30 dias os animais voltam para o mesmo local onde foram capturados, sendo considerados semi domiciliados, estes estarão sendo acompanhados pelo Centro de Zoonoses, pois foram identificados em um mapa virtual com o número do chip. No início dos trabalhos havia uma estimativa de que existiam uma média de 700 (setecentos) cães nas ruas do município. Mais durante o andamento do programa, tivemos uma surpresa, havia muito mais, tínhamos em média 2000 (dois mil) animais. E infelizmente existem aquelas pessoas que não se importam com a vida dos animais, e muito menos com os danos que estão causando à sociedade em que vivem. Pois continuam se desfazendo dessas vidas, jogando nas ruas de forma irresponsável. Mais durante este ano esterilizamos 584 animais, conseguimos que 62 animais fossem adotados. A incidência de acidentes/mês diminui de 40 mordidas/mês para 26 mordidas/mês. Portanto 33% menos em apenas um ano. Com essa atividade send

No ano de 2014 no mês de fevereiro iniciaram-se os trabalhos do Centro de Zoonoses do município de Castro. O controle populacional de cães errantes de forma ética, respeitando a integridade dos animais, mais em primeiro lugar tendo como foco e finalidade a promoção da saúde humana.

Para esse tipo de ação devemos usar todas as parcerias possíveis (Conselhos Municipais, Jornais, Rádios, Escolas, ONG…) para conscientizar a população da importância e da responsabilidade não só pela vida do animal, mais sim da harmonia do Ambiente onde vivemos.Para que tenha efetividade nas ações de guarda responsável, o cidadão deve ter entendimento e estar envolvido com a atividade.

Principal

Natalie Cotrim Zahdi

A prática foi aplicada em

Castro

Paraná

Sul

Instituição

Rua Francisco de Assis Andrade, 47.

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Natalie Cotrim Zahdi

Conta vinculada

emanoel.filho@fiocruz.br

02 jul 2020

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Laboratorio Vivo Fortalecendo Intersetorialidade na Prevenção das Arboviroses em Junco do Serido/Pb.
Paraíba
Práticas
Vigilancia em Saude e Saúde na Escola: uma Parceria de Sucesso no Municipio de Queimadas-Pb
Rio de Janeiro
Práticas
Implantação do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Laboratorial do Lacen-Pb: Um Relato de Experiência
Paraíba
Práticas
A Feira Livre de Esperança-Pb: Vigilância Sanitária e As Ações de Prevenção e Combate À Covid-19
Rio de Janeiro
Práticas
Ferramentas Tecnológicas Aplicadas no Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Laboratorial do Lacen-Pb
Paraná
Práticas
Medidas Sanitárias Aplicada ao Controle Datransmissão da Leishmaniose Animal
Paraíba
Práticas
Fortalecimento e Ampliação da Rede Nacional de Vigilância Epidemiológica Hospitalar na Paraíba
Paraíba
Práticas
Covid 19 – Experiência de Enfrentamento das Arboviroses, Combatendo As Endemias Durante a Pandemia
Rio de Janeiro
Práticas
Novas Estratégias para o Monitoramento e a Fiscalização das Práticas de Segurança do Paciente pela Vigilância Sanitária nos Hospitais do Distrito Federal.
Distrito Federal
Práticas
Experiência de Integração Intersetorial no Controle ao Aedes Aegypti e Bloqueio da Doença Chikungunya no Município de Cunha Porã, Sc.
Santa Catarina