Olá,

Visitante

Projeto “Criando Asas”

A inclusão social, têm emergido como uma questão ética, pressupondo a idéia de uma sociedade que considera e acolhe a diversidade. A partir da interação com profissionais, os indivíduos tendem a desenvolver linguagem, independência, socialização e iniciativa. Dessa maneira, os profissionais devem estar capacitados para um atendimento personalizado. Com isso, este projeto viabilizou a criação de um grupo de assistência permanente para o público em questão, intitulado “ Criando Asas”. Nesse âmbito, a Secretaria Municipal de Saúde possibilita o suporte clínico citado através da integração entre as equipes de Atenção Básica de Saúde e Núcleo Ampliado de Saúde da Família, atuando na promoção de terapias e informação, versando sobre temas pertinentes à realidade dos pacientes, bem como, dando suporte aos pais e/ou responsáveis, através da troca de experiências, atingindo assim, tanto a educação permanente em saúde quanto a garantia dos direitos das pessoas com necessidades especiais.

· Favorecer a comunicação oral, habilidades cognitivas, auditivas e vocais e aprimorar as funções estomatognáticas e nutricionais, socioeconômicas e motoras · Identificar fatores de riscos que levam aos distúrbios · Promover eventos comemorativos ·Os usuários chegam até o projeto, através de referência do enfermeiro ou médico responsável pela sua micro área. O primeiro atendimento, é feito de forma individualizada. As intervenções são realizadas uma vez por semana, com duração média de 30 minutos, de forma individual ou em grupo a depender do grau de necessidade. Nas intervenções são realizadas dinâmicas sobre distúrbios que acometem a parte fonoaudiológica, psicológica, nutricional e assistencial visando melhorar a interação social do paciente junto com as terapias ocupacionais que auxiliam nas atividades de vida diária. No final de cada trimestre os profissionais se reúnem para discussão de casos e avaliação do grau de desenvolvimento de cada participante.

O atendimento no Município, propiciou avanço no desenvolvimento da comunicação das crianças, maior satisfação por parte dos usuários ao conseguirem realizar suas atividades de vida diária, troca de experiência entre os familiares, além do aumento do acompanhamento e resolução de casos de violência e abandono. O atual cenário, é resultado da excelência de um trabalho em equipe, a qual colhe os frutos do comprometimento e profissionalismo, com os quais desempenham suas funções.

Principal

Verônica Lemos Alves

veronicalemoos1@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Rio Grande do Sul

Sul

Instituição

Tobias Barreto

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Conasems

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

01 jul 2018

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Manejo da dengue – experiência multidisciplinar entre atenção primária à saúde e vigilância em saúde
Rio de Janeiro
Práticas
CURSO DE PICS COM ACS: EDUCAÇÃO POPULAR, AUTONOMIA EM SAÚDE E AUTOCUIDADO, EXPERIÊNCIA PETROPOLITANA
Rio de Janeiro
Práticas
Vigilância alimentar e nutricional como instrumento norteador de ações nos territórios em Quissamã
Rio de Janeiro
Práticas
Construção do Grupo Hiperdia: uma proposta baseada na educação interprofissional
Rio de Janeiro
Práticas
Atuação de equipe volante multidisciplinar de saúde em resposta a desastre natural
Rio de Janeiro
Práticas
Programa de controle da obesidade
Rio de Janeiro
Práticas
Postura nota 10 nas escolas
Rio de Janeiro
Práticas
Dançando com o Jardim Atlântico: dança de salão como estratégia de promoção a saúde
Rio de Janeiro
Práticas
O Programa Saúde na Escola e a Promoção da Saúde Ocular no Município de Porto Real
Rio de Janeiro