Olá,

Visitante

Oficina Saúde é Lazer

A oficina surgiu através da percepção de que alguns usuários jovens do serviço não se “encaixavam” em algumas atividades ofertadas pelo no Caps III Fernando Diniz. Se queixavam, de que não eram atraídos por desenhos ou pinturas. Outra questão que nos chamava atenção era o que esses pacientes faziam nos finais de semanas quando não tinha a referência do CAPS como apoio. Muitos se diziam isolados em casa, sem nenhum acesso à cultura ou lazer da cidade. Foi a partir daí que pensamos na oficina, como uma ferramenta de circulação para o conhecimento de novos espaços e acesso a cultura e lazer de nossos pacientes.

-Estimular a autonomia dos usuários (inicialmente estaremos intermediando, mas a ideia é que eles possam fazer entre eles os próprios passeios, a própria circulação)

A oficina surgiu através da percepção de que alguns usuários jovens do serviço nãose “encaixavam” em algumas atividades ofertadas pelo CAPS. Se queixavam, de que nãoeram atraídos por desenhos ou pinturas. Outra questão que nos chamava atenção era o queesses pacientes faziam nos finais de semanas quando não tinha a referência do CAPS comoapoio. Muitos se diziam isolados em casa, sem nenhum acesso a cultura ou lazer da cidade.Foi a partir daí que pensamos na oficina, como uma ferramenta de circulação para oconhecimento de novos espaços e acesso a cultura e lazer de nossos pacientes.

Principal

Ana Paula Silva das Chagas

capfdiniz@gmail.com

A prática foi aplicada em

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Rua Leopoldina Rego, 754 - Penha.

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Luís Filipe Braz da Silva Gualberto

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Estruturação do cuidado em saúde mental de crianças e adolescentes vítimas de violência
Rio de Janeiro
Práticas
Estruturação da Rede de Cuidado para a Atenção às Crianças e Adolescentes com TEA e suas famílias
Rio de Janeiro
Práticas
O novo “habitar” das residências terapêuticas de Rio Bonito
Rio de Janeiro
Práticas
Matriciamento. Saúde Mental e Atenção Primária produzindo vida nos territórios onde a vida acontece.
Rio de Janeiro
Práticas
Acolhimento Qualificado na urgência hospitalar: integrando a saúde mental em volta redonda
Rio de Janeiro
Práticas
Oficina de jogos e desenho /CAPS AD
Rio de Janeiro
Práticas
EMBELEZE-SE: Diálogos sobre desigualdades, gênero, sexualidade e padrões de beleza
São Paulo