Olá,

Visitante

Grupo Hiperdia – Atenção a Hipertensão e Diabetes

O trabalho desenvolvido com o Grupo HIPERDIA, a equipe multiprofissional formada por Assistentes Sociais, Enfermeiros, Psicólogo, Médicos, Técnico de Enfermagem e Agente de Saúde Pública considera o participante (portador de doenças crônicas) como figura central das atividades voltadas para a promoção da saúde. A equipe avalia que essas ações são indispensáveis para a adesão dos mesmos ao tratamento adequado, e, principalmente, para a melhora na qualidade de vida. Além disso, os participantes se tornam difusores de informações, uma vez que passam a conhecer as causas e os fatores agravantes das DCNT (Doenças Crônicas Não Transmissíveis). Os profissionais que atuam na equipe multiprofissional procuram pôr em prática as ações em saúde, seguindo as diretrizes do SUS, no que tange as orientações quanto aos cuidados em saúde, acima de tudo, dando voz aos participantes. O Grupo HIPERDIA existe desde 2007, formado por hipertensos e diabéticos, de ambos os sexos, inter-geracional, todavia temos um grupo de maioria idoso devido o perfil epidemiológico da policlínica. Esse grupo já serviu para entrevistas semi-estruturadas, questionários e observação participante de vários grupos de acadêmicos da UFF (de estágio, da residência e do PROPET/UFF – Programa de Educação Tutorial). Percebe-se que, por meio dos estudos e das falas dos participantes, separadas em categorias pré-estabelecidas, a participação nos grupos trouxeram grandes melhorias e mudanças na vida dos idosos, podendo-se observar melhorias em diversos fatores como saúde, auto-estima e valorização. Muitos relataram que as atividades realizadas nos grupos contribuíram bastante para o desenvolvimento das funções da vida diária, além de obter um reconhecimento e valorização, tanto pelos familiares como pela sociedade em geral. Conclui-se que a participação nos grupos é de suma importância na busca de se obter melhor qualidade de vida.

O trabalho desenvolvido com o Grupo HIPERDIA, a equipe multiprofissional formada por Assistentes Sociais, Enfermeiros, Psicólogo, Médicos, Técnico de Enfermagem e Agente de Saúde Pública considera o participante (portador de doenças crônicas) como figura central das atividades voltadas para a promoção da saúde. A equipe avalia que essas ações são indispensáveis para a adesão dos mesmos ao tratamento adequado, e, principalmente, para a melhora na qualidade de vida. Além disso, os participantes se tornam difusores de informações, uma vez que passam a conhecer as causas e os fatores agravantes das DCNT (Doenças Crônicas Não Transmissíveis). Os profissionais que atuam na equipe multiprofissional procuram pôr em prática as ações em saúde, seguindo as diretrizes do SUS, no que tange as orientações quanto aos cuidados em saúde, acima de tudo, dando voz aos participantes. O Grupo HIPERDIA existe desde 2007, formado por hipertensos e diabéticos, de ambos os sexos, inter-geracional, todavia temos um grupo de maioria idoso devido o perfil epidemiológico da policlínica. Esse grupo já serviu para entrevistas semi-estruturadas, questionários e observação participante de vários grupos de acadêmicos da UFF (de estágio, da residência e do PROPET/UFF – Programa de Educação Tutorial). Percebe-se que, por meio dos estudos e das falas dos participantes, separadas em categorias pré-estabelecidas, a participação nos grupos trouxeram grandes melhorias e mudanças na vida dos idosos, podendo-se observar melhorias em diversos fatores como saúde, auto-estima e valorização. Muitos relataram que as atividades realizadas nos grupos contribuíram bastante para o desenvolvimento das funções da vida diária, além de obter um reconhecimento e valorização, tanto pelos familiares como pela sociedade em geral. Conclui-se que a participação nos grupos é de suma importância na busca de se obter melhor qualidade de vida.

Principal

Alão, Wagner Valentim de Almeida, Claudia Márcia Osório Xavier Barbosa, Rita de Cássia C. Barreto, Sandra Márcia França, Armanda de Oliveira Mayor, Ana Augusta Souto Stern, Mª da Conceição Farias

prgtmarch@gmail.com

A prática foi aplicada em

Niterói

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Rua Desembargador Lima Castro, 238

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Alão, Wagner Valentim de Almeida, Claudia Márcia Osório Xavier Barbosa, Rita de Cássia C. Barreto, Sandra Márcia França, Armanda de Oliveira Mayor, Ana Augusta Souto Stern, Mª da Conceição Farias

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Implantação de laserterapia na rede de atenção à saúde de Pilar (PB): relato de experiência
Paraíba
Práticas
Atenção e cuidado ao paciente portador de feridas no SUS em Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Oferta e Inserção do DIU pelo Enfermeiro na Atenção Primária a Saúde do Município de Assunção
Paraíba
Práticas
A prática da natação para crianças e adolescentes com deficiência em município do sertão paraibano
Paraíba
Práticas
Potencializando ações e atendimentos itinerantes nos bairros para melhoria e alcance de metas
Paraíba
Práticas
Implantação do cuidado farmacêutico na atenção básica, integrando farmácia a rede de atenção a saúde
Paraíba
Práticas
A eficácia do instrumento de classificação de risco gestacional na atenção primaria à saúde.
Paraíba