Olá,

Visitante

Grupo de Apoio ao Controle da obesidade/Ansiedade para Adultos

O grupo ‘Pense Leve’ realiza ações de controle e acompanhamento de pacientes com diagnóstico de obesidade e ansiedade, considerado um grupo terapêutico. Para a ingressão no grupo é necessária uma avaliação médica com um encaminhamento para a nutricionista e/ou psicóloga, para assim ser realizada uma triagem individual e havendo o encaixe dentro dos critérios de seleção, o convite é realizado para a participação no grupo. Os encontros são realizados quinzenalmente, na unidade básica de saúde (PSF Urbano), com cronograma estruturado entre os profissionais do NASF, incluindo palestras com temas direcionados a obesidade e ansiedade, avaliação antropométrica, acompanhamento de sinais e sintomas (rastreamento metabólico) e controle de medicamentos.O grupo foi criado pelo NASF, com a coordenação da nutricionista e psicóloga do núcleo. Não há um limite de término do grupo, conforme encaminhamento e triagem condizente com os objetivos do grupo, o paciente inicia a participação, com assinatura de termo de compromisso, permissão para possíveis publicações científicas, estando apto a usufruir do tratamento terapêutico. Assim como, o paciente pode receber alta do grupo, de acordo com a evolução acompanhada pelas coordenadoras. O grupo teve início em Abril/2016, sendo realizada 02 avaliações antropométricas (mensalmente).

X

A maior dificuldade que encontramos é fazer com que os participantes deixem de pensar no ‘imediatismo’ de perder peso e de forma facilitada por medicamentos. Nota-se certa resistência de alguns, acreditando em dietas milagrosas e psicotrópicos para auxiliar na perda de peso e ansiedade. Acreditamos que nos meses seguintes, estes participantes estarão aptos a manterem suas decisões de mudanças de estilo de vida, entendendo o processo funcional pelo qual o nosso organismo passa e assim adquirirem manutenção desses novos hábitos. Quando se tem uma explicação científica e desmitificação de alguns pontos colocados fortemente pela mídia e indústrias farmacêuticas e alimentares, essa adesão se torna maior, com segurança emocional e maior esclarecimento perante as ‘falsas promessas’ induzidas pelo marketing e censo comum.

Principal

Adaly Holodniack Cobo

smsportodosgauchos@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Mato Grosso

Centro-Oeste

Instituição

PRACA LEOPOLDINA WILKE, 19

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Adaly Holodniack Cobo

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Ações intersetoriais: integrando estratégias no combate às arboviroses na cidade de Belém do Brejo da Cruz (PB)
Paraíba
Práticas
Re(h)abilitando a interdisciplinaridade e o cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Fato ou fake: utilizando a força da internet no combate a fake news sobre vacinação em Esperança – PB.
Paraíba
Práticas
Projeto saúde na feira: ampliando o acesso de serviços de saúde no município de Ingá.
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Promoção da saúde mental dos trabalhadores da estratégia de saúde da família: cuidando do cuidador.
Paraíba