Olá,

Visitante

Estratégia de Fortalecimento Das Ações de Imunização no Território de Nilo Peçanha

Categoria não especificada

As estratégias a serem relatadas trata-se de vivências realizadas pelas 05 (cinco) Equipes de Saúde da Família, no município de Nilo Peçanha, localizado no sul da Bahia, com população de 14.156 hab (IBGE,2021), no período de fevereiro de 2021 a abril de 2023, tendo como metodologia diversas estratégias com objetivo de alcance de metas e consequentemente aumento de coberturas vacinais. O município possui 04 Unidades Basica de Saúde com 03 salas de vacinas, o processo de trabalho das equipes voltado para a vacinação, é organizado de acordo a realidade de cada região adscrita de cada equipe. Os Desafios: dificuldade na aceitação das estratégias de busca ativa por parte de alguns profissionais de saúde das equipes de saúde da família, principalmente vacinadores e agentes comunitários de saúde; Resistencia da população em relação a vacinação; escassez de recursos para a realização de diversas ações planejadas. As potencialidades: o apoio da gestão municipal em todos os momentos dos processos da construção até a efetivação das estratégias; operacionalização dos planos de ação; envolvimento dos trabalhadores de saúde das equipe na construção e operacionalização das ações e serviços; melhoria dos indicadores; profissionais qualificados; melhoria das coberturas vacinais; população imunizada; Integração da APS e VS. Foram operacionalizadas diversas estratégicas para melhoria das coberturas vacinais como: Agendamento de vacinação, através de levantamento de usuários por área dos Agentes Comunitários de Saúde(ACS), evitando assim perda de doses e atualizando os cartões de vacina; Vacinação Itinerantes na área rural, litorânea e urbana do município; Vacinas domiciliares para acamados e usuários com dificuldades de locomoção; Busca ativa em pontos estratégicos associado a outros serviços e projetos extramuros da saúde como o Projeto Municipal Ação + Saúde, Cuidar Faz Bem; Organização de bloco de horas na sala de vacina através do PEC( Prontuário Eletrônico), ressaltando que as Equipes de Saúde da Família do município participam do Programa PlanificaSUS do Ministério da Saúde. Conclui- se que apesar dos diversos desafios encontrados para a operacionalização das ações estratégicas, para melhoria das coberturas vacinais com a integração da Vigilância em Saúde (VS) e a Atenção Primária a Saúde(APS), observou-se que através das implicações da gestão municipal e equipe técnica da saúde os resultados foram positivos. Entretanto, é de suma importância à aceitação e o compromisso dos profissionais da equipe e o alinhamento dos coordenadores da APS e VS. Contudo, a melhoria da imunização da população acontece através da integração das ações da Atenção Primária a Saúde com a Vigilância em Saúde.

Durante a organização das estratégias para melhoria das coberturas vacinais, através da integração das ações da APS e VS foram identificados alguns desafios e potencialidades, sendo estes: Os Desafios: dificuldade na aceitação das estratégias de busca ativa por parte de alguns profissionais de saúde das equipes de saúde da família, principalmente vacinadores e agentes comunitários de saúde; Resistencia da população em relação a vacinação; escassez de recursos para a realização de diversas ações planejadas. As potencialidades: o apoio da gestão municipal em todos os momentos dos processos da construção até a efetivação das estratégias; operacionalização dos planos de ação; envolvimento dos trabalhadores de saúde das equipe na construção e operacionalização das ações e serviços; melhoria dos indicadores; profissionais qualificados; melhoria das coberturas vacinais; população imunizada; Integração da APS e VS.

Foram operacionalizadas diversas estratégicas para melhoria das coberturas vacinais como: Agendamento de vacinação, através de levantamento de usuários por área dos Agentes Comunitários de Saúde(ACS), evitando assim perda de doses e atualizando os cartões de vacina; Vacinação Itinerantes na área rural, litorânea e urbana do município; Vacinas domiciliares para acamados e usuários com dificuldades de locomoção; Busca ativa em pontos estratégicos associado a outros serviços e projetos extramuros da saúde como o Projeto Municipal Ação + Saúde, Cuidar Faz Bem; Organização de bloco de horas na sala de vacina através do PEC( Prontuário Eletrônico), ressaltando que as Equipes de Saúde da Família do município participam do Programa PlanificaSUS do Ministério da Saúde

Conclui-se que apesar dos diversos desafios encontrados para a operacionalização das ações estratégicas, para melhoria das coberturas vacinais com a integração da Vigilância em Saúde (VS) e a Atenção Primária a Saúde(APS), observou-se que através das implicações da gestão municipal e equipe técnica da saúde os resultados foram positivos. Entretanto, é de suma importância à aceitação e o compromisso dos profissionais da equipe e o alinhamento dos coordenadores da APS e VS. Contudo, a melhoria da imunização da população acontece através da integração das ações da Atenção Primária a Saúde com a Vigilância em Saúde.

Principal

Viviane dos Santos Patrocínio

Coautores

Cindia Helena Camila Brito

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Teste do Certificado
Minas Gerais
Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba