Olá,

Visitante

Desenvolver Com mais Saúde

Categoria não especificada

Visando mitigar a hesitação vacinal, o presente projeto criou carimbos para cada faixa etária vacinal das crianças, a serem carimbados na caderneta de Saúde da Criança, carimbado pelo profissional da saúde. A criança no ato da matrícula na escola ou na creche apresenta a Caderneta de Saúde da Criança e o profissional da educação consegue identificar caso esteja com o esquema vacinal incompleto de acordo com a faixa etária e avisa o posto de saúde, deste modo um agente de saúde é acionado para ir até a residência da família e verificar a situação.

Aumentar a cobertura vacinal das crianças Identificar localidades com maior número de crianças não vacinadas Fortalecer a imunização local por meio de parceria com a Secretaria de educação

Foram elaborados 13 carimbos para atestar que a criança está com a imunização em dia, 12 deles referentes a vacinação específica de cada faixa etária e um 13 referente a vacinação de COVID-19. Os carimbos elaborados são com as seguintes faixas etárias: 2 meses;3 meses; 4 meses; 5 meses; 6 meses; 9 meses; 1 ano; 1 ano e 3 meses; 4 anos; 9 anos – HPV; 10 anos; 15 anos Conforme a criança vai ao posto para se vacinar a pessoa responsável verifica nas anotações da caderneta de Saúde da Criança se todas as vacinas estão em dia, se estiver com todas as vacinas em dia o aplicador irá carimbar na aba de anotações. As escolas municipais, no ato de matrícula, exigem a caderneta de vacinação como um dos documentos obrigatórios. Os professores recebem a devida capacitação de que cada faixa etária deve estar com o seu respectivo carimbo na aba de anotações, em dia. Caso não esteja em dia, a escola orienta os pais para que os mesmos procurem um posto de saúde e façam a atualização vacinal da criança, em acordo com sua faixa etária. Além disso, o posto de saúde também é acionado avisando das crianças que não estejam com a caderneta atualizada, para que o agente comunitário de saúde possa verificar com a família posteriormente as razões da não completude do esquema vacinal.

O presente projeto está na fase de implementação e não conseguimos aplicar o monitoramento da caderneta de saúde no ato da matrícula, porém as perspectivas são muito positivas. Uma positiva adesão ao projeto significa uma possível melhora na cobertura vacinal e também um melhor entendimento das razões de ausência do esquema vacinal completo com as crianças do município. Esse levantamento é importante porque podemos também planejar ações de educação em saúde e intensificar campanhas de vacinação (caso seja necessário) em localidades com muitas crianças fora do esquema completo. Ações de educação em saúde localizadas podem ter o efeito mitigador na hesitação vacinal

Principal

Ana Paula Dias Fietto

Coautores

Dhiordan Deon Lovestain Costa, Clara Helaine de Assis Moreira, Júlia Adrielle Coelho Santana

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos