Olá,

Visitante

Conferências Locais de Saúde: Estratégias de Educação Permanente para o Plano Municipal de Saúde.

A fim de construir o plano municipal de saúde de forma mais participativa, no período de julho a dezembro de 2021, foram realizadas no município de Presidente Figueiredo, Conferências Locais de Saúde, cujo público-alvo eram os profissionais, e usuários dos serviços de saúde, escutando as suas visões, anseios e percepções acerca da rede municipal de atenção à saúde. As atividades de EPS no Município de Presidente Figueiredo/AM iniciaram com a instituição do Núcleo de Educação Permanente em Saúde (NEPS), pela Secretaria Municipal de Saúde. O NEPS foi composto por uma comissão de trabalhadores da saúde, que recebeu apoio e formação do projeto de Implantação da Política de Educação Permanente na Amazônia do Laboratório de História, Políticas Públicas e Saúde na Amazônia – LAHPSA/ILMD/Fiocruz Amazônia. Após a formação de facilitadores em EPS, através de oficinas, deu-se início à realização de Conferências Locais de Saúde.O início das atividades se deu a partir de um levantamento de todas as unidades de saúde do município, bem como dos recursos humanos e materiais necessários para a realização das Conferências Locais. Em seguida houve a execução propriamente dita das Conferências, quando os facilitadores de EPS formaram equipes de em média três pessoas para acompanhar cada unidade. O método utilizado foi o “ZOPP”, sigla alemã que significa “planejamento de projeto orientado por objetivos”. Este método é dinâmico e utiliza como estratégia a visualização através da escrita em tarjetas coloridas que são fixadas em cartazes de modo que todos os participantes possam acompanhar o processo. Ao chegar nas unidades de saúde, a equipe de facilitadores realizou a apresentação da proposta para os usuários e profissionais presentes, e, em seguida, as etapas de: a) análise dos envolvidos, b) identificação e priorização de problemas, c) causas e consequências, d) objetivos, estratégias e ações, onde, a partir da identificação de problemas, deu-se origem a objetivos/propostas. Assim, cada problema encontrado foi transformado em um objetivo. Ao final houve a avaliação da atividade por cada participante. A comissão do NEPS se reuniu periodicamente a fim de avaliar as atividades e realizar os ajustes, quando necessário.

Necessidade de promover espaços de diálogo e escuta entre usuários, trabalhadores da saúde e gestores afim construir um plano municipal de saúde de forma participativa e que respondesse de fato as necessidades da realidade local.

Para replicação da prática: Recomenda-se o estudo do método ZOOP pelos facilitadores e o planejamento com relação a recursos humanos e materiais necessários para cada conferência local.Para subsidiar gestores: Recomenda-se o fortalecimento das ações de educação permanente em saúde (EPS) nos municípios, incluindo a instituição de um Núcleo de EPS para desenvolver tais atividades.

Principal

Camilla Maria Nery Baracho de França

camillafranca.odo@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Rio Grande do Sul

Sul

Instituição

Presidente Figueiredo

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Camilla Maria Nery Baracho de França

Conta vinculada

camillafranca.odo@hotmail.com

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
O Município de Itaperuna Inovando no Acompanhamento, Controle e Avaliação Aos Prestadores de Saúde.
Rio de Janeiro
Práticas
Ações da Gestão Municipal para o Enfrentamento da Pandemia Covid 19 em Quissamã/Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Relato da Cooperação Entre a Prefeitura de Quissamã e a Universidade Federal do Rio de Janeiro -Campus Macaé para o Enfrentamento da Covid 19
Paraíba
Práticas
Projeto e Agora, Gestor?
Paraíba
Práticas
Regulação do Acesso e Planejamento em Saúde: uma Parceria de Sucesso.
Santa Catarina
Práticas
Contratualização na Ses-DF: Resultados da Implantação de Metas nas Regiões de Saúde da Secretaria de Saúde do DF.
Distrito Federal
Práticas
Desafios para Manutenção do Vínculo e da Co-Repsonsabilização Frente a Ausência do Profissional Médico – a Equipe Multiprofissional de Saúde Sendo a Referência de Cuidado em Saúde
Rio Grande do Sul
Práticas
A Atuação do Conselho Local de Saúde na Gestão da Estratégia de Saúde da Família.
Rio Grande do Sul
Práticas
Programa Municipal para Suporte Técnico Profissional Frente À Reformulação da Pnab.
Paraná
Práticas
Organização do Processo de Trabalho na Atenção Primária em Saúde Utilizando Ferramentas Analisadoras e Estratégicas.
Maranhão