Olá,

Visitante

Auditoria Interna SUS: Estratégia de Gestão Eficaz no Controle e Transparência do Faturamento e Processos em Hospital da Rede Pública.

RESUMOA Auditoria em saúde é uma prática que proporciona a identificação de falhas dentro dos processos, o que auxilia na elaboração e/ou reformulação de rotinas primando principalmente pela qualidade. O presente relato de experiência apresenta a atuação da Auditoria Interna SUS no Hospital Ana Nery na cidade de Salvador-BA, com o objetivo de disseminar a importância desta estratégia para o faturamento das instituições vinculadas ao Sistema Único de Saúde. Como conclusão verifica-se que tal estratégia é uma ferramenta eficaz que atua em diferentes núcleos de Gestão e propicia melhoria da qualidade. Os profissionais precisam estar qualificados com capacidade técnica, gerencial, conhecimento de normas legais e políticas de saúde para execução correta desta atividade e alcance efetivo dos objetivos.OBJETIVO:Objetiva-se detalhar de forma pormenorizada a trajetória da experiência vivenciada dentro da Auditoria Interna SUS em um hospital da rede pública dentro da cidade de Salvador como estratégia determinante no aumento do faturamento, diminuição de falhas, melhoria de processos gerenciais e adequada aplicação de recursos. A divulgação de atividades como esta comprova a importância de determinadas ações dentro de planejamentos estratégicos que maximizam o aproveitamento financeiro e melhoram a qualidade do serviço em saúde.O presente relato é resultado de experiência de caráter exploratório, que segundo Cervo e Bervia (2002, p.69) ?tem por objetivo familiarizar-se com o fenômeno ou obter nova percepção do mesmo e descobrir novas ideias?. Triviños (1987) ratifica essa afirmação relatando que esse tipo de estudo possibilita o aumento do conhecimento em torno de determinado problema. O investigador entra em uma realidade específica, buscando fatores que estejam relacionados ao problema pesquisado.METODOLOGIA:O trabalho foi precedido de leitura da literatura pertinente a Auditoria e Gestão dentro da história mundial e brasileira

Juntamente à implantação do Sistema Único de Saúde a Auditoria Médica no Brasil passa a ser consolidada. A priori as ações eram voltadas para o controle financeiro e resguardo do patrimônio público, sendo posteriormente aprimorada para questões de qualidade e cumprimento dos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde.Ficou estabelecido que para se habilitar às condições de gestão parcial e semiplena dos recursos, os estados e municípios teriam que comprovar: a instituição de programas de Controle, Avaliação e Auditoria, com médicos designados para a autorização de AIH e de procedimentos ambulatoriais de alto custo, capacidade técnica de operar o Sistema de Informação Ambulatorial do SUS (SIA), Sistema de Informação descentralizado (SIHD) e central de controle de leitos (BRASIL, 1993.c).Devido às fragilidades existentes nas políticas públicas e necessidade de oferecimento integral de serviços de saúde ficou estabelecido que ?a iniciativa privada poderá participar do Sistema Único de Saúde-SUS, em caráter complementar? (BRASIL, 1990). A fim de regular estas ações de fiscalização na saúde, em 27 de julho de 1993, pelo art. 6º da Lei n. 8.689 (BRASIL, 1993b.), é instituído o Sistema Nacional de Auditoria ? SNA responsável pelo controle e auditoria da execução dos serviços mediante a avaliação de estrutura, processos e resultados.§ 1º Ao Sistema Nacional de Auditoria compete a avaliação técnico-científica, contábil, financeira e patrimonial do Sistema Único de Saúde, que será realizada de forma descentralizada.§ 4º O Departamento de Controle, Avaliação e Auditoria será o órgão central do Sistema Nacional de Auditoria. (BRASIL,1993b Art.6º)Mais tarde, é criada Agência Nacional de Saúde Suplementar ? ANS, ?autarquia sob o regime especial, vinculada ao Ministério da Saúde, como órgão de regulação, normatização, controle e fiscalização das atividades que garantam a assistência suplementar à saúde? (BRASIL,2000).?Na prestação de serviços privados de assistência à saúde, serão observados os princípios éticos e as normas expedidas pelo órgão de direção do Sistema Único de Saúde-SUS quanto às condições para seu funcionamento..? (BRASIL,1990. Art.22)A evolução de todo o processo proporcionou o delineamento do conceito de Auditoria no Brasil como atividade para obtenção da qualidade das ações e serviços na área da saúde, através da verificação analítica sistemática e independente de acordo com disposições planejadas e normas e legais vigentes. (BRASIL, 1998)Progressivamente continua o estabelecimento de rotinas para os processos através das NOBS subsequentes. Teve-se a criação, em 1999, do Fundo de Ações Estratégicas e Compensação (FAEC) ? de gestão da esfera federal, para custear ações e programas específicos do Ministério da Saúde e ações de alta complexidade como: transplante

Principal

Karla Michelline Oliveira Boaventura

A prática foi aplicada em

Salvador

Bahia

Nordeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Karla Michelline Oliveira Boaventura

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Teste: verificando o recurso de emissão de certificados
Todos os Estados (Sudeste)
Práticas
Gestão de saúde em Queimadas – PB: uso estratégico da informação no planejamento das ações
Paraíba
Práticas
Implantação e ampliação de Serviço Especializado em município do sertão da Paraíba
Paraíba
Práticas
Gestão de saúde de Cabedelo na implantação da nova lei de licitações: desafios e conquistas
Paraíba
Práticas
Processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2022-2025- relato de experiência.
Paraíba
Práticas
INFORMATIZAÇÃO DA REGULAÇÃO MUNICIPAL COM A ATENÇÃO PRIMÁRIA COMO COORDENADORA DO CUIDADO
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da implantação de sistema de regulação de exames no Município de mendes.
Rio de Janeiro