Olá,

Visitante

Valorização Profissional: Motivação/ Humanização/Acolhimento

o trabalhador da saúde é parte complementar do processo curativo e do processo social de cada paciente, além de prestar o atendimento direcionado, presta o atendimento social, uma vez que cada paciente é portador de uma história de vida diferenciada e única. Pensando nesta situação observamos que o profissional da saúde só cuidava dos pacientes, e de se cuidar ficava no esquecimento, assim sendo, o gestor passou a ver a situação que a equipe se encontrava, com uma sobrecarga emocional prejudicando o seu trabalho. Vendo este contexto, o município deu seu primeiro passo lançando o projeto de Valorização Profissional em um método diferenciado de forma lúdica no ano de 2017. A humanização é definida como um estado de bem-estar, envolvendo carinho, dedicação, respeito pelo outro, ou seja, considera a pessoa como ser completo e complexo. Com atividade lúdica e um facilitador de educação em saúde onde pode influenciar os trabalhadores de saúde nos aspectos psicossociais, entre outros.

o projeto vem num modelo aprimorado em atividade lúdica, onde tem o objetivo de sensibilizar a equipe de saúde sobre a importância de uma assistência mais humanizada melhorar a interação entre equipe/paciente e equipe/família promover a qualidade, a o Projeto foi desenvolvido no Município de Tabaporã que está localizado na Microrregião do Vale do Arinos, ao Norte de Mato Grosso, possui uma área territorial de 8.317,428 km², a diversidade vegetal é caracterizada pelo Bioma Amazônia, com densidade demográfica de 1,19 hab./km, sendo 5.243 habitantes na zona Urbana e 4.689 na Zona Rural, somando um total de 9.932 habitantes, segundo o IBGE (2015). o projeto tem como metodologia trabalhar a Humanização com todos os profissionais da saúde unidade por unidade, UBS-ESF I, UBS-ESF III, UBS-ESF IV, VIGILÂNCIA EM SAÚDE, HOSPITAL, FARMÁCIA BÁSICA, LABORATÓRIO, NASF, CRIDAC, REGULAÇÃo E SECRETARIA.

o lúdico permite um desenvolvimento global e uma visão de mundo mais real. Por meio das descobertas e da criatividade, os profissionais podem-se expressar, analisar, criticar e transformar a realidade. Se bem aplicada e compreendida, a educação lúdica pode contribuir para a melhoria do ACOLHIMENTO, HUMANIZAÇÃo E A MOTIVAÇÃo funcional, essa formação crítica redefine os valores pessoais e consequentemente melhora o relacionamento social. Percebe uma união maior nas equipes, uma motivação maior, um olhar mais atento e humanizado com os nossos pacientes. o resultado deste trabalho com os nossos profissionais da saúde haja visto, que nas caixas de sugestão e reclamação das unidades, hoje prevalece os elogios a todas as equipes.o Êxito deste trabalho só foi possível porque toda a equipe abraçou a causa e se empenhou na mudança de hábito, hoje o atendimento de forma diferenciada demonstrando humanização, provando que investir em capacitação dos profissionais faz a diferença da gestão.

Principal

Tiago Dos Santos

Celian.soffa@hotmail.com

Coautores

Tiago Dos Santos

A prática foi aplicada em

Mato Grosso

Centro-Oeste

Instituição

Rua Odete Terezinha Lod

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Célia Niehues Sôffa

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Vigilância e Controle da Febre Amarela na Coordenadoria Regional de Saúde Sul do Município de São Paulo
São Paulo
Práticas
Sucessus 2018: Nossa Equipe É Show! – Valorização do Trabalhador do SUS e das Experiências Inovadoras no Cuidado em Saúde na Região de Vila Prudente/Sapopemba, Município de Sp
São Paulo
Práticas
Experiência de des institucionalização: o Resgate da Cidadania e da Dignidade no Relato de Profissionais e Pacientes
São Paulo
Práticas
Educação Permanente em Saúde Diária como Estratégia de Sustentação na Integração Entre Equipes Técnicas Distintas – Atenção Básica e Vigilâncias
São Paulo
Práticas
Avaliação Interdisciplinar e Diagnóstico Diferencial – Mobilização na Busca de uma Linha de Cuidado Assertiva no Cer de São Bernardo do Campo
São Paulo
Práticas
Intervenção do Farmacêutico do Nasf no Uso Irracional de Antiinflamatórios Não Esteroidais (Aines), uma Experiência da Ubs União
São Paulo
Práticas
Tecendo Redes: uma Experiência de Articulação do Trabalho em Rede Intersetorial em um Território de Saúde no Município de Assis/Sp
São Paulo
Práticas
Empoderamento Social em Defesa do SUS no Município de des calvado – Sp
São Paulo
Práticas
A Experiência de Implantação da Política de Saúde Integral para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (Lgbt) na Região Central do Município de São Paulo
São Paulo
Práticas
des envolvimento da Gestão de Custos no SUS em São José do Rio Preto
São Paulo