Olá,

Visitante

Valorização Profissional: Motivação/ Humanização/Acolhimento

o trabalhador da saúde é parte complementar do processo curativo e do processo social de cada paciente, além de prestar o atendimento direcionado, presta o atendimento social, uma vez que cada paciente é portador de uma história de vida diferenciada e única. Pensando nesta situação observamos que o profissional da saúde só cuidava dos pacientes, e de se cuidar ficava no esquecimento, assim sendo, o gestor passou a ver a situação que a equipe se encontrava, com uma sobrecarga emocional prejudicando o seu trabalho. Vendo este contexto, o município deu seu primeiro passo lançando o projeto de Valorização Profissional em um método diferenciado de forma lúdica no ano de 2017. A humanização é definida como um estado de bem-estar, envolvendo carinho, dedicação, respeito pelo outro, ou seja, considera a pessoa como ser completo e complexo. Com atividade lúdica e um facilitador de educação em saúde onde pode influenciar os trabalhadores de saúde nos aspectos psicossociais, entre outros.

o projeto vem num modelo aprimorado em atividade lúdica, onde tem o objetivo de sensibilizar a equipe de saúde sobre a importância de uma assistência mais humanizada melhorar a interação entre equipe/paciente e equipe/família promover a qualidade, a o Projeto foi desenvolvido no Município de Tabaporã que está localizado na Microrregião do Vale do Arinos, ao Norte de Mato Grosso, possui uma área territorial de 8.317,428 km², a diversidade vegetal é caracterizada pelo Bioma Amazônia, com densidade demográfica de 1,19 hab./km, sendo 5.243 habitantes na zona Urbana e 4.689 na Zona Rural, somando um total de 9.932 habitantes, segundo o IBGE (2015). o projeto tem como metodologia trabalhar a Humanização com todos os profissionais da saúde unidade por unidade, UBS-ESF I, UBS-ESF III, UBS-ESF IV, VIGILÂNCIA EM SAÚDE, HOSPITAL, FARMÁCIA BÁSICA, LABORATÓRIO, NASF, CRIDAC, REGULAÇÃo E SECRETARIA.

o lúdico permite um desenvolvimento global e uma visão de mundo mais real. Por meio das descobertas e da criatividade, os profissionais podem-se expressar, analisar, criticar e transformar a realidade. Se bem aplicada e compreendida, a educação lúdica pode contribuir para a melhoria do ACOLHIMENTO, HUMANIZAÇÃo E A MOTIVAÇÃo funcional, essa formação crítica redefine os valores pessoais e consequentemente melhora o relacionamento social. Percebe uma união maior nas equipes, uma motivação maior, um olhar mais atento e humanizado com os nossos pacientes. o resultado deste trabalho com os nossos profissionais da saúde haja visto, que nas caixas de sugestão e reclamação das unidades, hoje prevalece os elogios a todas as equipes.o Êxito deste trabalho só foi possível porque toda a equipe abraçou a causa e se empenhou na mudança de hábito, hoje o atendimento de forma diferenciada demonstrando humanização, provando que investir em capacitação dos profissionais faz a diferença da gestão.

Principal

Tiago Dos Santos

Celian.soffa@hotmail.com

Coautores

Tiago Dos Santos

A prática foi aplicada em

Mato Grosso

Centro-Oeste

Instituição

Rua Odete Terezinha Lod

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Célia Niehues Sôffa

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal