Olá,

Visitante

Utilização do Lúdico como Estratégia de Favorecimento do Atendimento e Vínculo com o Paciente Odontopediátrico na Estratégia de Saúde da Família

o município de Santa Teresa – ES, possui uma população 23.882 hab.(IBGE, 2016), localizada a uma distancia de 78 Km da capital Vitória. Uma de suas 8 equipes, a ESF de PenhaLombardia localizada em área que abrange centro e interior do município. Dentro da ESF, os profissionais de odontologia, se deparam diariamente com a dificuldade em prestar o atendimento adequado e principalmente em criar vínculo com os pacientes odontopediátricos e seus familiares. o medo torna-se uma queixa frequente que leva a não adesão ao tratamento e a falta de busca por auxilio odontológico. Historicamente, grandes psicopedagogos, como Piaget e Vygotsky, defendem a importância do lúdico como ferramenta transformadora na interação com crianças. Atividade lúdica é todo e qualquer movimento que tem como objetivo produzir prazer aquando de sua execução, ou seja, divertir praticante. Este mecanismo torna possível criar vínculo afetivo com o paciente infantil, viabilizando a adesão ao tratamento odontológico.

Utilizar o lúdico como ferramenta de trabalho dentro da estratégia de saúde da família PenhaLombardia, a fim de fortalecer vínculos, facilitar o atendimento e aprimorar a busca ativa pelos pacientes odontopediátricos. Desenvolvido em 2 fases, o trabalho começou com busca ativa das crianças nas escolas que posteriormente foram encaminhadas para atendimento. Quatro escolas foram visitadas, sendo 3 de educação infantil e 1 de educação inclusiva. Durante a visita, criou-se um ambiente de descontração e aprendizado. Para isso, algumas estratégias como musicalização, teatro com fantoches e utilização de jalecos infantis, foram adotadas. Todas crianças foram triadas e tiveram atendimento odontológico garantido. Durante o atendimento odontológico, o ambiente foi decorado com temas infantis, e além da salinha de espera com jogos e brincadeiras, a musicalização e as fantasias foram novamente utilizadas, tornando o ambiente receptivo e agradável para as crianças.

Os resultados do trabalho desenvolvido durante o período de um ano foram de notória importância e demonstraram como a adoção de uma estratégia diferenciada de trabalho com crianças impactou na adesão e na aceitação ao tratamento odontológico. É importante destacar que tais estratégias influenciam na qualidade de vida, no desenvolvimento e manutenção da saúde dessas crianças. Comparando o atendimento odontológico da profissional um ano antes (2017) e um ano após (2018) nessa estratégia, tivemos um aumento de 268% no quantitativo geral de procedimentos realizados em crianças. Ao todo, no ano de 2018 cerca de 920 procedimentos foram realizados comparados aos 343 do ano de 2017, evidenciando aumento na adesão ao tratamento odontológico.A utilização do Lúdico facilitou a aproximação e tornou a interação com as crianças um momento agradável, exercendo o papel de criar no paciente e em seus responsáveis a sensação de bem-estar, de segurança e tranquilidade, gerando a vontade de estar presente no ambiente odontológico e criando vinculo entre os profissionais, pacientes e seus familiares para o acompanhamento e continuidade do cuidado de forma individual e humanizada.

Principal

Livia Santana De Oliveira

liguisantana@hotmail.com

Coautores

Andréia Passamani Barbosa Corteletti

A prática foi aplicada em

Santa Teresa

Espírito Santo

Sudeste

Instituição

Rua. José Anchieta Fontana, N. 241 Alvorada Sta Tereza 29650-000

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Andréia Passamani Barbosa Corteletti

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Primeira Mostra de Experiência da Linha de Cuidado Sobrepeso e Obesidade, Os Resultados Alcançados Pelo Município de Parapuã Sp
São Paulo
Práticas
Compulsão Decisória na Judicialização da Saúde, des estruturando e des afiando o Financiamento Finito do Sistema Único de Saúde
São Paulo
Práticas
Regulação do Acesso À Atenção Especializada: des coberta de um Iceberg e des afios A Serem Superados
São Paulo
Práticas
Fórum Permanente de Embu Guacu: uma Possibilidade de Organização do Cuidado Intersetorial
São Paulo
Práticas
Profilaxia Pré-Exposição ao Hiv (Prep) como Nova Estratégia para A Prevenção do Hiv – uma Experiência Multiprofissional
São Paulo
Práticas
Consultório na Rua: uma Ampliação da Abordagem das Pessoas Vivendo com Hiv/Aids Focando A Adesão
São Paulo
Práticas
Processo Formativo de Apoio em Saúde Mental no Município de Franco da Rocha – Sp
São Paulo
Práticas
Estruturação da Rede de Saúde de Franco da Rocha: Análise do Financiamento das Ações, Por Meio da Transferência de Recursos Obrigatórios e Voluntários ao Município
São Paulo
Práticas
Participação Social na Construção do Planejamento Estratégico em Saúde e do Plano de Educação Permanente no Território de Ermelino Matarazzo/Sp
São Paulo
Práticas
Impactos da Formação de Trabalhadores Sobre Práticas Relativas ao Uso Racional de Medicamentos: Experiência no Contexto do Plano Regional de Educação Permanente em Saúde (Pareps)
São Paulo