Olá,

Visitante

Transformando Sorrisos dos Ribeirinhos da Unidade Básica de Saúde da Família Fluvial Igaraçu

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA:Com o grande índice de cárie encontrado nas crianças entre 1 a 6 anos, quando foi iniciado o atendimento da UBSF Igaraçu, percebeu-se a necessidade de se intervir tão precocemente fosse possível

O município de Borba está localizado no Estado do Amazonas, à margem direita do Rio Madeira, distante da Capital do Estado a 215 km via fluvial e 150 km em linha reta. A Unidade Básica de Saúde Fluvial Igaraçu, atende na zona rural do município 44 comunidades, uma população de 3.175 ribeirinhos, nos rios: Madeira, Madeirinha, Autaz-Açú e Autaz- Mirim.O Projeto transformando sorrisos foi iniciado em 2013, com o objetivo de diminuir a incidência de cárie em crianças na faixa etária de 1 a 6 anos.

A consolidação de mudanças na realidade difícil da população ribeirinha, através de programasde promoção e prevenção de saúde bucal em crianças desde antes do nascimento, devem acontecer como alternativa para diminuir as desigualdades entre população com fácil acesso aos serviços de saúde e aqueles que as recebem somente quando a logística permite (em decorrência da vazante e cheia dos rios).O acompanhamento com suporte auxiliar de kit de higiene bucal (escova dental Bebê, escova dental criança, creme dental e fio dental), é fundamental principalmente para população rural, que tem o acesso limitado a esses materiais, na sua maioria por falta de recursos financeiros. A reaplicabilidade é possível, levando em conta o alcance do objetivo proposto pelo projeto, podendo a mesma metodologia ser aplicada em outras áreas cobertas pela Estratégia Saúde da Família, principalmente as cobertas pelas Unidades Básicas de Saúde de atendimento a população ribeirinha, tendo em vista que essa população corresponde a 22.776 do total de 38.073 habitantes do município.[c1] O sucesso de um projeto voltado à promoção e prevenção em saúde bucal de uma população, onde o acesso aos serviços de saúde é mais difícil, nos mostra que é possível não só a transformação e a mudança de uma realidade precária, mas também o rompimentode antigas formas de trabalhar com o processo saúde-doença. A consolidação dessas mudanças só depende da Equipe de Saúde, tendo em vista que a população está sempre aberta a receber o que lhes beneficie. [c1]Inserir porcentagem

Principal

Genice Silva E Silva

saudeborba@yahoo.com.br

A prática foi aplicada em

Borba

Amazonas

Norte

Instituição

AV. CÔNEGO BENTO, 09 – CENTRO

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Genice Silva e Silva

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
Humanização na prática do cateterismo vesical de demora na atenção básica.
Paraíba
Práticas
Metodologias ativas no processo de atualização de profissionais de saúde: relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Incluir e apreender: parceria entre saúde e educação no acompanhamento multidisciplinar
Paraíba
Práticas
V amostra Paraíba, aqui tem SUS
Paraíba
Práticas
Autonomia reprodutiva: empoderamento de mulheres em vulnerabilidade através da inserção do DIU
Paraíba