Olá,

Visitante

São José do Seridó/Rn Unida no Combate ao Aedes Aegypti: Estratégias Atuais e Perspectivas Futuras

Nesse sentido, o Município, por iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde elaborou o Plano de Combate ao Aedes Aegypti com propostas de intervenção que integraram Educação em Saúde, Capacitação Profissional, Mobilização da Comunidade, Trabalho intersetorial e parceria Público Privada, além da integração entre as Equipes de Saúde da Família, NASF, Vigilância Epidemiológica e de Endemias, e de outras Secretarias Municipais. Nessa perspectiva, o presente relato de experiência tem por objetivo descrever as estratégias de combate ao Aedes Aegypti adotadas no Município de São José do Seridó/RN no período de Março/2016 até os dias atuais. Nas ações de educação em saúde foi trabalhada a temática com, alunos e professores das escolas sediadas no Município, nas salas de espera dos atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde e em reuniões e eventos promovidos por outras Secretarias e Instituições, assim como, a veiculação na rádio de informações e orientações relacionadas ao enfrentamento da proliferação do mosquito e das doenças transmitidas pelo mesmo. Em parceria com a Secretaria Municipal de Obras, e com a participação dos profissionais da ESF, NASF e Endemias, capacitados acerca do ciclo de vida do Aedes e as doenças transmitidas pelo mesmo, organizou-se um Mutirão de Combate ao mosquito no qual uma vez, semanalmente percorre-se casa a casa dos bairros da Cidade com o objetivo de sensibilizar a população do papel de todos no combate ao mosquito, na busca ativa, tratamento e eliminação de possíveis focos intra e peridomicílios, na coleta de lixo e limpeza de terrenos baldios. Nestes mutirões são entregues panfletos educativos e afixados adesivos que certificam as residências onde não foram encontrados focos do mosquito, além de cobertura de grandes reservatórios encontrados descobertos com toucas confeccionadas a partir de parceria pública privada com as confecções de roupas da Cidade. Com o desenvolvimento desse trabalho, espera-se como resultado a médio e longo prazo mudanças de atitude e empoderamento da população quanto ao seu importante papel no combate ao mosquito. No que concerne as dificuldades, foi possível identificar uma visão restrita de outros atores de que por dengue, zica e chikungunya serem doenças, são de responsabilidade exclusiva da Secretaria Municipal de Saúde, fragilizando o trabalho intersetorial, o que se sabe, é fundamental para o enfrentamento do problema. Outro ponto fundamental é a necessidade de planejamento e execução de ações de forma contínua no combate ao mosquito para prevenir epidemias anuais. Portanto, para dar continuidade as ações descritas, o Município no mês de Junho lançará o Projeto intitulado “Minha Casa, Meu Bairro, Minha Cidade, Juntos contra o Aedes!”, que propõe um concurso entre os bairros da cidade para premiar aquele que alcançar o menor Índice de Infestação a cada dois ciclos, sendo a premiação um momento de confraternização com entrega do “Troféu Meu Bairro Combate o Aedes!”, para os morad

A Zica, Dengue e Chikungunya são doenças causadas por diferentes vírus transmitidos ao homem principalmente por intermédio de um mesmo vetor denominado Aedes Aegypti. São José do Seridó, a exemplo de vários outros Municípios do País vivenciou no corrente ano uma epidemia de Chikungunya, sendo o combate vetorial a principal estratégia de controle da disseminação dessas doenças.

Principal

Redianne Medeiros da Fonsêca

redianne@hotmail.com

A prática foi aplicada em

São José do Seridó

Rio Grande do Norte

Nordeste

Instituição

R. Luiz Cirne, 38

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Redianne Medeiros da Fonsêca

Conta vinculada

smssaojosedoserido@gmail.com

05 fev 2018

e atualizada em

12 dez 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
de Bem com a Vida”: Experiência do Grupo de Manejo da Ansiedade da Uaps Jardim Paraíso no Município de Patos de Minas
Pará
Práticas
Artesanato Como Prática de Promoção em Saúde Mental.
Rio de Janeiro
Práticas
Utilização do Lúdico Como Estratégia de Favorecimento do Atendimento e Vínculo com o Paciente odontopediátrico na Estratégia de Saúde da Família.
Espírito Santo
Práticas
Escola de Postura: Prevenção da Lombalgia, Através da Motivação da Prática Corporal, Contribuindo para a Melhoria da Qualidade de Vida dos Usuários de Irecê, Bahia.
Bahia
Práticas
Oficina de Culinária Kids: uma Ferramenta para Despertar a Alimentação Saudável das Crianças do Programa Saúde na Escola.
Bahia
Práticas
Isaba Kiambote [Bem Vinda a Folha]
Rio de Janeiro
Práticas
Ultrapassando Barreiras: o Acesso a Saúde no Sistema Prisional.
Santa Catarina
Práticas
Consultório na Rua e a Potência do Cuidado no Território: Produção de Afetos e Encontros
Alagoas
Práticas
Clube da Papinha: uma Estratégia de Adequação Nutricional e Promoção da Alimentação Complementar Saudável no Município de Timbaúba-Pe.
Paraíba
Práticas
Impacto do Programa Antitabagismo no Munícipio de São José da Lagoa Tapada – Pb
Paraíba