Olá,

Visitante

Roda de Gestão: Instrumento Transformador do Modelo de Atenção Primária À Saúde

Introdução: A discussão sobre gestão da atenção básica e modelos de atenção vem assumindo, progressivamente, certa relevância na formulação de políticas de saúde no Brasil. Assim, a NOB?96 concebia para o SUS ?um modelo de atenção centrado na qualidade de vida das pessoas e do seu meio ambiente, bem como na relação da equipe de saúde com a comunidade, especialmente com os seus núcleos sociais primários ? as famílias?. A cogestão apresenta-se como um projeto de construção de compromisso e solidariedade com o interesse público, de capacidade reflexiva e autonomia dos sujeitos. A roda de Gestão apresenta-se no contexto das práticas de saúde como experiência de co-estão, que propõe adaptar e moldar os sujeitos, assegurando o sentido de organização e estimulando capacidade de reflexão, de co-gestão na realização profissional e pessoal, cujas abordagens envolvem no exercício da experiência dimensões administrativas, pedagógicas, políticas e terapêuticas. Objetivo: Relatar a experiência com ?Roda de Gestão? na Coordenadoria Regional de Saúde I (CORS 1). Metodologia: Estudo de natureza descritiva do tipo relato de experiência, realizado a partir das vivências dos autores nas rodas que compõem a CORS 1, são estas, roda dos coordenadores das UAPS e roda do corpo técnico. Como fontes de coletas e informações utilizamos o livro ata, apropriamos da etnografia. Período estudado janeiro a outubro de 2013, na Coordenadoria Regional de Saúde I de Fortaleza.

A roda de gestão apresenta-se como um dos principais espaços de transformação do modelo de atenção à saúde, norteando a abordagem do cuidado aos indivíduos sob o olhar da equipe multiprofissional. Independentemente da função ou cargo que exercem, da equipe que integram ou do grau de escolaridade que possuem, todos os profissionais têm a oportunidade de repensar sua forma de ver o indivíduo no âmbito do processo saúde-doença, fazer intervenção e implantar ações de forma participativa. .

Principal

Aradi Ciarlini

A prática foi aplicada em

Fortaleza

Ceará

Nordeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Aradi Ciarlini

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Conselho Local de Saúde no Fortalecimento do Controle Social no Município de Crato-Ce
Ceará
Práticas
Implantação de Conselho Local de Saúde em Município de Pequeno Porte Através de Redes Sociais
Minas Gerais
Práticas
A Concretização do Controle Social Através de uma Associação de Usuários, Familiares e Amigos da Saúde Mental no Município de Silva Jardim – Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Ouvidora da Saúde no Município de Lagoa da Prata – Um Espaço de Participação Efetiva, Controle Social, Mediação, Humanização e Fortalecimento da Rede.
Minas Gerais
Práticas
Ação Conjunta Entre a ouvidoria/Cms de Saúde e Secretaria Municipal de Saúde Promove Trabalho Diferenciado À População de Primavera do Leste Realizando Experiencias Exitosas.
Mato Grosso
Práticas
Pesquisa de Satisfação Usuários Internados – Hospitais Federais do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Práticas
Avaliação do Impacto da Divulgação dos Serviços e Ações da Secretaria Municipal de Saúde Como Ferramenta de Prestação de Contas, Consolidação da Imagem da Instituição e Incentivo a Participação Popula
Paraná
Práticas
Ouvidoria Ativa – (Re) Aprendendo a Escutar o Usuário
Paraná
Práticas
Agenda Participativa: Contribuição para o Fortalecimento do Planejamento em Saúde de Guaraí – To.
Tocantins
Práticas
Intersetorialidade: Concepção Ampliada de Saúde nas Ações do Conselho Local de Saúde das Gramas – Castro /Pr
Paraná