Olá,

Visitante

Qualidade do Processo da Assistência Pré-Natal Alcançada Através do Projeto Doce Espera no Municipio de Jesúpolis, Goias

o município de Jesúpolis iniciou em 2015 o processo de melhora na qualidade a atenção básica a saúde, através da tutoria oferecida pela Secretaria do Estado de Goiás. Neste processo notou-se a necessidade de melhorar a adesão das gestantes a assistência pré-natal, para isto foi criado o Projeto Doce Espera, partindo do enfoque multidisciplinar, incluindo as Secretarias de Saúde, CRAS e Assistência Social. o projeto oferece palestras educativas ministradas pela equipe multidisciplinar, incluindo temas como amamentação, vacinação, nutrição, além de promover o autoconhecimento sobre seus direitos. Para participar do projeto as gestantes residentes no município de Jesúpolis, devem comparecer a todas as consultas médicas e da equipe de enfermagem, para que sejam beneficiadas com incentivos assistenciais. Incluso nestes incentivos estão: um kit completo de enxoval, um kit de escova de cabelo, um book em CD e uma foto em moldura.

-Avaliar a qualidade da assistência pré-natal na Estratégia Saúde da Família -Listar os pontos positivos da assistência prestada as gestantes do município de Jesúpolis pela equipe multiprofissional. -Descrever as estratégias utilizadas pela equipe o presente trabalho foi realizado no Município de Jesúpolis que possui aproximadamente 3.000 mil habitantes. o sistema de saúde é composto por uma Estratégia Saúde da Família, totalizando apenas uma equipe. A coleta de dados foi realizada mediante a análise da ficha de pré-natal ou, na falta dessa, do prontuário médico, analisando-se os registros de pré-natal das mulheres com data provável de parto (DPP) nos nove meses anteriores ao início da coleta de dados, no serviço estudado, totalizando 20 prontuários de pré-natal. Realizou-se estudo transversal para avaliar a qualidade do atendimento pré-natal na unidade de atenção primária à saúde do município de Jesúpolis.

Um total de 20 registros de atendimentos pré-natal foram analisados. Esse número representa uma cobertura de 100% das gestantes do município, considerando-se os nove meses avaliados. Aproximadamente 75% das gestantes ingressaram no programa durante o primeiro trimestre, com média de 6 consultas por gestante. Sendo que 25% realizaram entre 4 e 5 consultas de assistência ao pré-natal, 75% de pré-natais realizados foram adequados, 25% intermediários e 0% inadequados. Quando se acrescentou ao critério de adequação o numero de 2 registros de exames complementares observou-se que manteve-se em 75% de adequação.Estes números corroboram positivamente as estratégias aplicadas no município para melhorar a adesão das gestantes ao pré-natal.Entendemos que esta experiência exitosa pode subsidiar ações que contribuam para o planejamento de assistência que contemple a mulher gestante de modo integralizado, com perspectivas de construção de novas propostas de saúde, envolvendo equipe multiprofissional, gestores e instituição pública de saúde. Avaliações periódicas nos serviços de saúde devem se tornar uma prática rotineira, a fim de se identificar os nós críticos e propor ações que intervém de forma positiva.

Principal

Denise Oliveira De Sousa Frota

denisefrota15@gmail.com

Coautores

Elizangela Morais Bueno, Adriano Peixoto De Oliveira,

A prática foi aplicada em

Jesúpolis

Goiás

Centro-Oeste

Instituição

Rua Rio De Janeiro, Qd 48, Lt 1, S/N, Setor Centro, Jesupolis Go

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Adriano Peixoto De Oliveira

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal