Olá,

Visitante

Projeto Curta SUS

Resumo: Com o objetivo de estreitar a articulação entre as ações de promoção e prevenção/cura e reabilitação o Projeto CURTA SUS traz como escopo principal a utilização da linguagem cinematográfica para disparar reflexões e debates dentro das USFs no que diz respeito a produção de sujeitos e de saúde. Apostando no potencial subjetivo da arte e na popularidade alcançada pelo cinema investimos na aproximação dos profissionais de saúde com os usuários e com os outros dispositivos do território, como escolas, CRAS, associação de moradores e outros. Objetivos: – Utilizar o cinema como ferramenta propulsora das ações de promoção em saúde em Saúde no âmbito da Atenção Primaria. – Ampliar a qualidade da comunicação em saúde – Estimular a criação de espaços sistemáticos para a exibição de filmes e outras ações de promoção à saúde para a aproximação entre os serviços de saúde, a escola e a comunidade. – Proporcionar outros espaços de encontro entre as redes e programas da SMS com as Equipes de Saúde da Família e comunidade local

A porta de entrada do sistema de saúde deve ser preferencialmente a atenção primária, sendo esse um dos serviços mais férteis para se cultivar promoção e prevenção em saúde. A estratégia da saúde da família prevê, justamente, a superação do entendimento de saúde como ausência de doença ampliando a concepção de saúde como produção social, econômica e cultural. Entretanto, muitas são as dificuldades encontradas pela atenção primária para realizar essa tarefa complexa, não sendo raros os exemplos em que, por conta de dificuldades das mais variadas possíveis, encontramos Unidades de Saúde da Família trabalhando exclusivamente com ações de cura e reabilitação, sem associá-las às ações de promoção e atenção. A comunicação é provavelmente a ferramenta mais potente para que possamos superar esses obstáculos e garantir que espaços de fruição do conhecimento aconteçam no cotidiano do SUS. Se a comunicação realmente tiver como objetivo a promoção à saúde, ela deve ser realizada de forma dialógica e garantir uma plasticidade para o alcance dos mais diversos públicos. Como fomentar essa prática, aproximar profissionais e usuários do SUS e fazer isso de maneira inovadora a partir de tecnologia leve?

O Projeto Curta SUS exige um investimento inicial para a compra dos equipamentos necessários a exibição dos filmes e o estabelecimento de parcerias para a aquisição de curta metragens, com direitos de exibição. Além do equipamento, a sustentabilidade do projeto depende da manutenção de uma referência técnica, ou, profissional de saúde habilitado para facilitar grupos e debater os temas relacionados aos filmes exibidos. Independente de contexto loco-regional, o Projeto Curta SUS pode ser desenvolvido em qualquer município e a ferramenta da promoção à saúde a partir da linguagem cinematográfica pode ser aplicada e adaptada a outras políticas públicas como Assistência Social e Educação, por exemplo.

Principal

Murilo de Brito Andrade

A prática foi aplicada em

Nordeste

Instituição

Sergipe

Uma organização do tipo

Outra

Foi cadastrada por

Murilo de Brito Andrade

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

04 dez 2015

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Ações intersetoriais: integrando estratégias no combate às arboviroses na cidade de Belém do Brejo da Cruz (PB)
Paraíba
Práticas
Re(h)abilitando a interdisciplinaridade e o cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Fato ou fake: utilizando a força da internet no combate a fake news sobre vacinação em Esperança – PB.
Paraíba
Práticas
Projeto saúde na feira: ampliando o acesso de serviços de saúde no município de Ingá.
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Promoção da saúde mental dos trabalhadores da estratégia de saúde da família: cuidando do cuidador.
Paraíba