Olá,

Visitante

Programa Mais Médico em Morada Nova no Ceará – Desvelando a Satisfação da População e Gestão Local

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: analisar a percepção da população quanto ao programa Mais Médico no Município de Morada Nova – Ceará.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: Entrevista semi estruturada com perguntas direcionadas antes e após o atendimento na Estratégia Saúde da Família.INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS: Os dados foram coletados após atendimento nas unidades do Programa Saúde da Família no período de Janeiro a Março de 2014. A sistematização e a expressão do conteúdo das entrevistas foram organizadas em três etapas, em conformidade com três polos cronológicos propostos por Bardin, 1979: pré-análise, a exploração do material e o tratamento dos resultados. Para aferir a satisfação do usuário SUS, levou-se em consideração a natureza subjetiva desta dimensão. Com o objetivo de verificar qual a percepção do usuário especificamente em relação aos atendimentos prestados pelos médicos intercambistas duas questões foram propostas, primeiro, a opinião sobre sua percepção antes do atendimento e depois, em relação ao tratamento recebido. Na gestão local foi realizado entrevista com profissionais da atenção básica e gestor de saúde quanto a percepção inicial nas relações de trabalho.

Mais Médicos é um programa lançado em 8 de julho de 2013 pelo Governo Dilma para suprir a carência de médicos nos municípios do interior e nas periferias das grandes cidades do Brasil. O programa pretende levar 15 mil médicos para as áreas onde faltam profissionais. . A OPAS/OMS informou, no final de julho de 2013, que vê com entusiasmo o lançamento do Mais Médicos pelo governo brasileiro. Segundo o órgão, a medida guarda coerência com as resoluções e recomendações da OMS sobre a cobertura universal em saúde, o fortalecimento da atenção básica e primária no setor e a equidade na atenção à saúde da população. Para a OPAS/OMS, são corretas as medidas de levar médicos, em curto prazo, para comunidades afastadas e de criar, em médio prazo, novas faculdades de medicina e ampliar a matrícula de estudantes de regiões mais deficientes, assim como o numero de residências médicas. De acordo com o órgão, países que têm os mesmos problemas que o Brasil está colhendo resultados da implementação de medidas semelhantes. O programa surgiu com o escopo de trazer melhorias na saúde de nosso país, sendo certo que a saúde é um direito fundamental, pois, compõe o principio da dignidade humana, ao mesmo tempo em que constituir uma garantia própria. No entanto, o formato da importação de médicos de outros países foi alvo de duras críticas de associações representativas da categoria, sociedade civil, estudantes da área da saúde e inclusive do Ministério Público do Trabalho. Em Morada Nova, município de médio porte localizado no interior do Estado do Ceará, a realidade foi bem diferente das duras críticas mostrada na mídia. Entre agosto de 2013 e abril de 2014 recebemos 20 médicos e estes foram recepcionados de forma calorosa pela população dos seus territórios.

A análise preliminar trouxe claridade à importância do Programa Mais Médico. A adoção de novas ações que caminhem na solução da saúde pública e a integração das relações interdisciplinar vem a consolidar a Estratégia Saúde da Família como Política Pública “Primeira”. Reconhecemos, no entanto que as dificuldades existentes fazem parte do processo inicial de qualquer política pública não deixando de lado a importância de constante monitoramento e a adoção de prática como a REP’s – Rodas de Educação Permanente em Saúde.

Principal

Tereza Cristina Mota de Sousa Alves

tecacristina13@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Morada Nova

Ceará

Nordeste

Instituição

Rua Manoel de Castro Sn

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Tereza Cristina Mota de Sousa Alves

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Desafios para Manutenção do Vínculo e da Co-Repsonsabilização Frente a Ausência do Profissional Médico – a Equipe Multiprofissional de Saúde Sendo a Referência de Cuidado em Saúde
Rio Grande do Sul
Práticas
A Atuação do Conselho Local de Saúde na Gestão da Estratégia de Saúde da Família.
Rio Grande do Sul
Práticas
Programa Municipal para Suporte Técnico Profissional Frente À Reformulação da Pnab.
Paraná
Práticas
Organização do Processo de Trabalho na Atenção Primária em Saúde Utilizando Ferramentas Analisadoras e Estratégicas.
Maranhão
Práticas
Planejamento Local e Participativo na Estratégia Saúde da Família no Município de Cachoeirinha/Tocantins.
Tocantins
Práticas
Mudança de Dinâmica na Marcação de Consulta em São Luis e Seus Impactos Positivos para a População.
Maranhão
Práticas
Plano Municipal de Saúde de Juazeiro do Norte – Ceará, 2018-2021: uma Construção Participativa.
Ceará
Práticas
Fluxograma para Rede de Urgência e Emergência:
Ceará
Práticas
Modelo de Atenção Às Condições Crônicas em Um Serviço de Referência À Mulher e À Criança de Caxias/Ma: uma Proposta de organização da Atenção Especializada À Saúde.
Maranhão
Práticas
Implantação do Ambulatório de Seguimento do Recém-Nascido de Alto Risco: Um Projeto de Fortalecimento da Rede de Atenção À Saúde da Criança
Alagoas