Olá,

Visitante

Produtos Vida Doce-Oficina de Geração de Trabalho, Renda e Integração A Sociedade para Portadores de Transtorno Menal, Familiares e Comunidade em Geral

Produtos Vida Doce é o nome dado aos produtos que resultam de oficinas de artesanato e culinária, que acontecem no Centro de Convivência e Cultura de Caparaó, MG. Estas oficinas acontecem desde 2013, tem como público alvo, pacientes em sofrimento mental , seus familiares , população em vulnerabilidade, sendo aberta também a comunidade em geral. Este projeto resultou da observação dos profissionais de saúde, sobre o alto índice populacional diagnosticado com transtorno mental e sua dificuldade de inserção na sociedade. as atividades realizadas são produção de doces típicos da região ( visando o menos custo) e de artesanato, que são comercializados também pelos próprios usuários. Além da produção e comercialização de doces, são criados durante as oficinas, momentos de discussões de temáticas que propiciam além da participação na comunidade, a autonomia e o empoderamento dos usuários.

Promover a autonomia, participação e inserção social do usuário de saúde mental na comunidade, redução de crises e/ou sintomatologia dos pacientes diagnosticados com algum transtorno mental, motivar para o trabalho e geração da própria renda, prevenç Para o desenvolvimento do projeto, é realizado mapeamento dos usuários com algum tipo de transtorno mental que são encaminhados ao centro de convivência. as oficinas escolhidas são baseadas no estudo do perfil do público alvo e também no território. A escolha da oficina de doces é baseada no projeto de distribuição de leite já existente no município e na riqueza de frutas da região, o que gera um menor custo tanto para gestão quanto para usuários que produzem em suas casas. São utilizadas duas oficineiras que acompanham e orientam os usuários.

Com o desenvolvimento do projeto, já foram observados resultados significativos. Entre eles a maior participação do usuários na comunidade, também identificou-se redução significativa de crises e sintomatologia, fortalecimento do vínculo familiar, maior autonomia, melhora da autoestima e da iniciativa para gerenciamento da saúde e vida no geral e por fim melhora da condição financeira dos usuários e consequente economia ao município.o projeto vida doce vem transformando vidas. A saúde mental tem uma história triste de exclusão e segregação. Hoje nosso município vem ajudando cada usuário junto a seus familiares a construir e protagonizar sua própria história. Estamos por meio deste projeto, desinstitucionalizando, promovendo a equidade e garantindo o acesso a saúde de grupos que anteriormente não tinham voz. Hoje cada usuário ocupa um lugar em seu território, seja vendendo seu produto na praça ou reivindicando seus direitos.

Principal

Fernanda Carlos Donádio

fernanda_donadio@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Caparaó

Minas Gerais

Sudeste

Instituição

Rua Leopoldino José Do Amaral, 74- Bairro Santa Inês . Espera Feliz, Mg.

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Elizabete Gomes Da Silva

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Vigilância da Febre Amarela: Monotoramento Rápido da Cobertura Vacinal Contra Febre no Município de Rio Claro-Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Vigilância das Síndromes Febris Agudas
Práticas
A Redução da Mortalidade Infantil no Município de Guarujá-Sp
São Paulo
Práticas
Promovendo e Fazendo a Saúde do Homem no Território
Tocantins
Práticas
Elaboração Coletiva de Um Guia Prático de Diluição de Medicamento Intravenoso Adulto
Rio de Janeiro
Práticas
Experiências no Enfrentamento da Febre Amarela no Município de Valença em 2018, os Desafios Ante Principais Peculiaridades do Município, Problemas e Desafios da Gestão Local de Saúde
Rio de Janeiro
Práticas
“Implementação do Programa Seja Bem Vindo – Visita Aberta no Hospital de Pronto Socorro Canoas”
Rio Grande do Sul
Práticas
Ressignificação do processo de adolescer
Minas Gerais