Olá,

Visitante

Policlínica de Aracati: Um Novo Conceito de Serviços no SUS com a Formação das Redes nos Consórcios Públicos de Saúde do Ceará.

O governo do Estado do Ceará no intuito de exercer da melhor forma o sentido da palavra governança e pensando em fortalecer a regionalização em saúde, assumiu a responsabilidade consorciada com os municípios para atender a demanda da atenção secundária de consultas, procedimentos e exames especializados em saúde, que estavam superlotando os hospitais e demais serviços da nossa capital Fortaleza. Assim em uma iniciativa inédita, os municípios foram estimulados a formar consórcios em cada uma das 21 microrregiões de saúde do estado onde foram baseados nas legislações federal, seguido da criação de uma lei estadual e leis em todos os 184 municípios do estado, realizando a criação dos consórcios que administram os recursos destinados para gestão das policlínicas. Tudo isto faz parte do Programa de Expansão e Melhoria do Atendimento Especializado no estado do Ceará que é composto dentre outros pela criação da rede de saúde com 22 policlínicas e 16 Ceo´ s, 3 hospitais regionais no interior, onde junto com os SAMU, as UPAs e demais equipamentos públicos federais, estaduais e municipais, se integram em uma rede de saúde pioneira no país. O Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Aracati (CPSMAR) é uma estratégia para o fortalecimento da regionalização da saúde, melhorando o acesso aos serviços de saúde, atuando exclusivamente na atenção secundária, reduzindo custos operacionais, compartilhar recursos, equipamentos e pessoal dentro da microrregião, visando fortalecer as instâncias locais. O CPSMAR é uma Associação Pública, de natureza Autárquica e Inter federativa, com Personalidade Jurídica de Direito Público, composto pelo Governo do Estado e os municípios que compõe a 7º coordenadoria regional de saúde que congrega Aracati, Fortim, Icapuí e Itaiçaba. A Policlínica de Aracati Dr. José Hamilton Saraiva Barbosa foi Construída exclusivamente com recursos do tesouro do estadual, recebeu investimentos de R$ 4.793.093,13 em obras e R$ 3.523.743,00 reais em equipamentos e cedida em comodato ao CPSMAR para que este possa cumprir seu papel social que é gerir os recursos oriundos da arrecadação do contrato de rateio assinado pelos municípios com o Estado e assim possam executar um contrato de programa atendendo a população na policlínica de Aracati. Na policlínica de porte I, a população da região de saúde tem acesso a consultas e exames em cirurgia geral, cardiologia, ginecologia e obstetrícia, gastroenterologia, traumato ortopedia, otorrinolaringologia, urologia, oftalmologia, fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, enfermagem, nutrição dentre outros. A unidade realiza exames de mamografia, raio-x, ecocardiograma, ergometria, teste da orelhinha, tratamento do pé diabético, ultra som, audiometria, eletrocardiograma, pequenas cirurgias de lesões e sinais, acompanhamento de pré-natal de risco, dentro dos mais altos padrões de qualidade em saúde e totalmente regulada pelo Sistema Nacional de Regulação (SISREG). Atendendo a população das cidades com exames e consultas pré-agendados no SISREG marcados pela central de regulação dos municípios que ao todo geram uma demanda de mais de 1.600 atendimentos mensais em diversas especialidades. A gestão da policlínica com os seus diretores, bem como seus profissionais, foram selecionado de forma transparente e adequada para o novo modelo de gestão por competências estabelecido pelo Governo do Estado do Ceará em uma gestão ousada e baseada na meritocracia. Os dados que serão expostos são baseados nos relatórios de gestão da direção da policlínica de aracati, estes são visíveis e refletem o esforço das equipes em realizar neste primeiro ano mais de 20.000 atendimentos à população com um alto padrão de excelência no SUS totalmente regulados pelo SISREG.

Atender a demanda da atenção secundária de consultas, procedimentos e exames especializados em saúde, que estavam superlotando os hospitais e demais serviços da nossa capital Fortaleza.

Principal

Ricardo Lotif Araújo

A prática foi aplicada em

Fortaleza

Ceará

Nordeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ricardo Lotif Araújo

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Organização do Processo de Trabalho na Atenção Primária em Saúde Utilizando Ferramentas Analisadoras e Estratégicas.
Maranhão
Práticas
Planejamento Local e Participativo na Estratégia Saúde da Família no Município de Cachoeirinha/Tocantins.
Tocantins
Práticas
Mudança de Dinâmica na Marcação de Consulta em São Luis e Seus Impactos Positivos para a População.
Maranhão
Práticas
Plano Municipal de Saúde de Juazeiro do Norte – Ceará, 2018-2021: uma Construção Participativa.
Ceará
Práticas
Fluxograma para Rede de Urgência e Emergência:
Ceará
Práticas
Modelo de Atenção Às Condições Crônicas em Um Serviço de Referência À Mulher e À Criança de Caxias/Ma: uma Proposta de organização da Atenção Especializada À Saúde.
Maranhão
Práticas
Implantação do Ambulatório de Seguimento do Recém-Nascido de Alto Risco: Um Projeto de Fortalecimento da Rede de Atenção À Saúde da Criança
Alagoas
Práticas
O Apoio Institucional do Cosems-Ba Como Estratégia para o Fortalecimento das Comissões Intergestores Regionais-Cir nas Regiões Norte e Nordeste.
Bahia
Práticas
Atenção À Saúde Materno-Infantil: Um Relato de Implantação de Ambulatório de Atenção ao Risco Gestacional, Puerperal e Infantil no Município de Teotônio Vilela –Al
Alagoas
Práticas
Segurança do Paciente Como Prioridade de Gestão: Implementação do Protocolo de Medicação Segura.
Ceará