Olá,

Visitante

Nasf Pindoba e o Grupo Plantando com Saúde

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA:Criar um grupo do NASF para acolher os trabalhadores rurais, agindo de forma preventiva no caso dessas e outras patologias, buscando maneiras de diminuir o número de casos de pacientes acometidos com essas doenças relacionadas ao trabalho, dando foco as atividades de reabilitação, atividade física, orientação preventiva e cuidados em geral da saúde desses usuários.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS:A rotina de trabalho exaustiva dos agricultores quase sempre se reflete em sua saúde suas longas jornadas de trabalho, atividades que exigem esforço físico, postura inadequada e de ações repetitivas, produzem sintomas de dor que acometem os músculos, nervos e ligamentos. Principalmente nos ombros, braços, costas, pescoço e pernas após um dia de trabalho. E os males nem sempre chegam junto com a idade, pois é cada vez maior o número de jovens com problemas de saúde decorrentes do esforço físico e muitas vezes dos movimentos errados durante a lida diária na profissão. Além das dores nas costas, outras enfermidades têm se tornado comum no meio rural, como é o caso da tendinite e da bursite. Para evitar devidos acometimentos, o ideal seria os agricultores cuidarem dos horários de trabalho, não excedendo oito horas diárias, realizando intervalos para descanso e realizar alongamentos dos músculos mais sobrecarregados. A prática de uma atividade física regular também ajuda no fortalecimento muscular, uma musculatura mais forte evita sobrecarga na articulação. Pensando nisso a equipe NASF do município de Pindoba realiza encontros mensais com o grupo desenvolvendo rodas de conversa MENSAL, sobre vários temas, entre eles as doenças relacionadas ao trabalho, orientações quanto aos exercícios de alongamento, fortalecimento muscular, postura correta, além de cuidados com a saúde em geral com orientações e consultas médica, da enfermagem, nutricionista, psicólogo, fisioterapeuta e educadora física, cardiologista, Odontólogo, buscando dar uma melhor qualidade de vida diária e profissional aos trabalhadores do campo.INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS:Iniciamos a formação do grupo fazendo uma busca ativa dos agricultores em parceria com o sindicato dos trabalhadores rurais, onde fomos à residência de cada agricultor para convida-los ao primeiro encontro que aconteceu em julho de 2016, tivemos um bom número de participantes, explicamos sobre a formação do grupo, do número de agricultores que procuram o centro de saúde com doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho no campo e como a prevenção é importante para diminuir esses casos e aliviar os sintomas. Ao final do encontro a Fisioterapeuta do NASF demostrou alguns exercícios de alongamento muscular para serem realizados antes e após as atividades, além de orientações quanto a postura correta e importância de realizar pequenas pausas durante todo o dia de trabalho para não sobrecarregar a musculatura, todos participaram na realização dos exercícios e concordaram em participar do grupo. Iniciamos no primeiro encontro com a média de 50 agricultores, onde realizamos uma ficha de cadastro e fizemos uma pequena avaliação com um teste para marcar um X em um desenho do corpo humano no local onde cada um sente mais dor e o resultado foi que 50% relataram dor dos ombros e braços, 35% na coluna e 15% em outras regiões do corpo, resultado apontando que a maioria utilizam excessivamente o sistema musculoesquelético de maneira inadequada ficando expostos a diversos fatores de risco ocupacionais, o que explica o número de casos que lotam o serviço de Fisioterapia no município de Pindoba. Os encontros acontecem uma vez por mês com rodas de conversa sobre cuidados com a saúde física, emocional, nutricional e saúde bucal, finalizando sempre com os exercícios de alongamento e fortalecimento muscular sempre orientado pela fisioterapeuta e educadora física do NASF e AB. A média de agricultores por encontro é de 60 participantes.OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTO:Os trabalhadores realizam atividades multivariadas com sobrecarga e ritmo de trabalho na maioria das vezes acelerado levando os agricultores a desenvolver dor em várias regiões do corpo e a falta de informação sobre o problema acaba comprometendo a vida diária e profissional podendo levar a incapacidade. Trabalhar esses problemas no território onde a maioria da população vive do campo está sendo muito proveitosa, levando orientações e serviços médicos cada vez mais a população principalmente os homens que resistem muito para procurar o centro de saúde e com isso todos estão recebendo um serviço de qualidade e a valorização do Agricultor.

Realizando um Projeto Terapêutico sobre o grande número de pacientes que buscam o serviço de Fisioterapia no município de Pindoba-Al, percebeu-se que dentre os 70 pacientes que estão em tratamento, 45% são produtores rurais (ativos e inativos) que apresentam patologias Osteomusculares relacionadas à rotina de trabalho exaustiva no campo.

A prevenção das doenças não pode ser focada apenas no individuo, deve ter um foco amplo para que não ocorra o agravamento, pois junto com o dano físico também está incluído o dano mental e o inconformismo em relação a suas limitações, por isso a equipe NASF Pindoba percebeu a importância de atuar nessa classe trabalhista, já que no nosso município a maioria da população vive das atividades no campo e com isso ofertar um SUS de qualidade melhorando a qualidade de vida de todos e Longevidade.

Principal

Gabriella de Melo Barbosa,Helineide Henrique Soares

A prática foi aplicada em

Todo o Brasil

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Gabriella de Melo Barbosa

Conta vinculada

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Acolhimento Como Ferramenta de Escuta e Mobilização no Grupo de Mães do Tea no Município de Sumé
Paraíba
Práticas
Programa de Atendimento Fisioterapêutico Domiciliar em Pacientes Crônicos Restrito ao Leito em Locais de Difícil Acesso
Rio de Janeiro
Práticas
Agenda Jovem Aprendiz
Minas Gerais
Práticas
Hiperdia em Ação nas Comunidades: Estratégias para Melhorar a Qualidade de Vida dos Cidadãos Coqueirenses.
Práticas
Uso do Futsal Como Estratégia de Promoção da Saúde e Diminuição do Risco de Marginalização: Projeto Caminhos do Viver.
São Paulo
Práticas
Qualidade de Vida no Grupo “Mulher Ativa” na Cidade de Montalvânia – Mg
Minas Gerais
Práticas
Qualidade de Vida e Longevidade: Educação/Prevenção/Promoção em Saúde Sob os Aspectos Biopsicossociais Como Ferramenta para o Cuidado de Pacientes Hipertensos e Diabéticos.
Minas Gerais
Práticas
Projeto “Viva Leve”
Minas Gerais
Práticas
Grupo Girassol: Relatos de Experiência de Ações de Promoção da Saúde para Melhoria da Qualidade de Vida de Pessoas com Doenças e Sequelas
Minas Gerais
Práticas
Praticas Exitosas no Grupo de Emagrecimento.
Minas Gerais