Olá,

Visitante

Iniciativa Anime (Atenção Integral nos Distúbios Músculo Esqueléticos)

Os Distúrbios Musculoesqueléticos (DME) são condições frequentes que levam as pessoas a buscarem auxílio nos serviços de saúde. A dor de origem músculo esquelética e sua cronificação geram um impacto socioeconômico afetando em até um quinto da população, ainda pouco reconhecida e subtratada. as doenças oriundas de condições musculoesqueléticas crônicas causam prejuízos funcionais importantes, acentuando-se com a prevalência de comorbidades, tais como: ansiedade e depressão, tornando-se assim umas das principais causas de incapacidades na população em geral. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba, em 2017, estruturou a iniciativa ANIME, visando resposta eficiente, resolutiva e em tempo adequado na assistência dos DME, a partir de uma mudança da cultura institucional para um cuidado longitudinal qualificado, referenciamento adequado e coordenado, bem como a alocação de recursos financeiros.

Descrever os principais aspectos e resultados da iniciativa ANIME para a organização da assistência aos DME na SMS Curitiba, formulados a partir de experiências locais e internacionais como bases para reorganização da gestão da rede de atenção A partir dos princípios e responsabilidades da Atenção Primária à Saúde no enfrentamento dos DME, destacam-se as ações desenvolvidas: educação continuada sistemática, estímulo à educação permanente e clínica ampliada com a ressignificação do NASF e serviços especializados no apoio ao cuidado na DME organização de processos de teleconsultoria/regulação em parceria com o Hospital de Clínicas da UFPR dos encaminhamentos da APS reorganização dos pactos de oferta e demanda com a rede especializada, avaliação contínua dos contratos e resultados ampliação de ações de recuperação físico funcionais comunitárias e ambulatoriais gestão de filas racionalização do consumo de medicamentos e exames complementares nos DME uso de PICS nos DME.

Com a implantação do ANIME, em 2018, a iniciativa está sendo aplicada em seis dos dez Distritos Sanitários, com perspectiva de ampliação para 100% até o final de 2019. Sendo resultados obtidos: redução de 59,4% de encaminhamentos para rede especializada o tempo de espera para consultas eletivas ou exames especializados após teleconsultoria/regulação é menor que 40 dias. o tempo de resposta para uma teleconsultoria é menor que 10 dias, casos urgentes são realizados contato direto entre as equipes. Na APS aumentaram as solicitações de apoios aos nutricionistas em planos de cuidados para usuários com obesidade assim como solicitações de exames físicos complementares para fisioterapeutas, dentre outras mudanças já percebidas na APS.A ANIME na rede de atenção da SMS está estruturada na qualificação dos encaminhamentos, implicando na redução de referenciamentos desnecessários para outros níveis de atenção, assim como na diminuição do tempo em fila para as especialidades ou exames complementares. Essas medidas, combinadas com a ressignificação da DME na APS, coordenando o manejo multidisciplinar adequado do

Principal

Juan Ricardo Sierra

jsierra@sms.curitiba.pr.gov.br

Coautores

Flavia Celene Quadros

A prática foi aplicada em

Curitiba

Paraná

Sul

Instituição

Rua Francisco Torres, 830

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Marcia Cecília Huçulak

Conta vinculada

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Sucessus 2018: Nossa Equipe É Show! – Valorização do Trabalhador do SUS e das Experiências Inovadoras no Cuidado em Saúde na Região de Vila Prudente/Sapopemba, Município de Sp
São Paulo
Práticas
Experiência de des institucionalização: o Resgate da Cidadania e da Dignidade no Relato de Profissionais e Pacientes
São Paulo
Práticas
Educação Permanente em Saúde Diária como Estratégia de Sustentação na Integração Entre Equipes Técnicas Distintas – Atenção Básica e Vigilâncias
São Paulo
Práticas
Avaliação Interdisciplinar e Diagnóstico Diferencial – Mobilização na Busca de uma Linha de Cuidado Assertiva no Cer de São Bernardo do Campo
São Paulo
Práticas
Intervenção do Farmacêutico do Nasf no Uso Irracional de Antiinflamatórios Não Esteroidais (Aines), uma Experiência da Ubs União
São Paulo
Práticas
Tecendo Redes: uma Experiência de Articulação do Trabalho em Rede Intersetorial em um Território de Saúde no Município de Assis/Sp
São Paulo
Práticas
Empoderamento Social em Defesa do SUS no Município de des calvado – Sp
São Paulo
Práticas
A Experiência de Implantação da Política de Saúde Integral para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (Lgbt) na Região Central do Município de São Paulo
São Paulo
Práticas
des envolvimento da Gestão de Custos no SUS em São José do Rio Preto
São Paulo
Práticas
Processo de Implantação da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil como Forma de Transformação e Reorganização do Trabalho em Ubs
São Paulo