Olá,

Visitante

Grupo Saúde Dançante: Promoção A Saúde da Mulher Através da Dança

“A dança proporciona benefícios à saúde do corpo e da mente, viabiliza bom funcionamento do organismo, promove fortalecimento de músculos e ossos, flexibilidade e aumento da resistência, podendo ser realizada em qualquer idade. A idealização do grupo Saúde Dançante partiu da necessidade de transformação do cuidado na atenção a saúde da mulher, a Equipe de Saúde da Família Miguel Alves das Neves, identificou que através da dança poderiam oportunizar o cuidado não somente do aspecto físico, mas promover um espaço social onde essas mulheres pudessem receber uma atenção a sua saúde mental, compartilhar vivências, duvidas e experiências dificilmente alcançadas no atendimento individual. o grupo conta com uma variável de 80 a 60 mulheres por encontro, com idade a partir de 18 anos, que em um primeiro contato com o grupo é realizado uma consulta na Unidade Básica de Saúde, para realização de acolhimento, avaliação de história clinica e possíveis comorbidades.

Promover por meio do grupo a promoção da saúde, qualidade de vida, alimentação saudável, autoestima e tratamento de comorbidades das participantes, em virtude de compreender os benefícios provenientes da prática da dança, associado à dieta adequada e as atividades acontecem três vezes por semana, sendo que dois dias são realizados coreografias com auxilio de instrumentos áudio visual, e em um dia ocorre à realização do treinamento funcional, os encontros contam com o apoio dos profissionais da Unidade Básica de Saúde e o Núcleo de Apoio a Família (NASF), ofertando periodicamente consulta de nutrição, médica e avaliação com o educador físico para realização de antropométrica e exame de bioimpedância, que avalia a composição corporal e fornece informações especificas e importantes para alinhar o cuidado e o planejamento da dieta de forma personalizada.

Pode se observar que a dança as suas vertentes proporciona diversos benefícios para saúde, que vão além do aspecto saúde-doença, envolvendo melhor compreensão sociocutural, domínio próprio e autoconfiança, podendo ser considerada como uma terapia motivacional. Uma vez que essas mulheres vivenciam a dança com instrumento para uma melhor condição de saúde, nota-se satisfação com os resultados obtidos, sendo em maior relevância a perda de peso, melhoria de autoestima, redução de níveis de hipertensão arterial, diabetes e taxas de colesterol. No que diz respeito aos benefícios da prática no aspecto psicológico tem sido relatado aumento na sensação de bem estar e expressão de sentimentos, tendo como resultado a diminuição de sintomas da depressã”Muitos são os desafios de manter um grupo especifico frequente e participativo nos encontros, entretanto as atuações de uma equipe multiciplinar contemplam ações que visam à equidade do cuidado alcançando assim melhores resultados. A dança proporciona ao individuo melhoria de sua função física, saúde e oferece uma perspectiva de vida de maior qualidade. o desenvolvimento criativo da dança oportuniza a socialização, o lazer, o autoconhecimento, valorização pessoal e autonomia.

Principal

Ana Naíde Martins Rodrigues

aninhacoribe@yahoo.com.br

Coautores

Jeferson Silva Silva

A prática foi aplicada em

Coribe

Bahia

Nordeste

Instituição

Rua Castro Lima,240, Coribe

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Jacqueline Silva Do Bonfim

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
A Assistência Farmacêutica como Veículo de Educação e Economia
São Paulo
Práticas
Programa de Automonitoramento Glicêmico para Paciente Diabético Insulinodependente
São Paulo
Práticas
Experiência do Grupo Terapêutico Infantil na Atenção Primária
São Paulo
Práticas
Implantando A Microrregulação na Atenção Básica de Bastos
São Paulo
Práticas
Avaliação da Adesão ao Pré-Natal do Parceiro Oferecido na Primeira Consulta da Gestante na Rede de Atenção Básica do SUS nos Primeiros Cinco Anos Após A Implantação
São Paulo
Práticas
Projeto Master Chefinho
São Paulo
Práticas
Saúde Publica X Saúde Politica: A Sobrevivência do Gestor Municipal na Construção da Gestão do Sus
São Paulo
Práticas
Diminuição da Fila de Espera Através da Regulação do Acesso Juntamente com A Qualificação das Solicitações dos Exames Ultrassonográficos
São Paulo
Práticas
Nova Estratégia de Controle da Leishmaniose Visceral Americana Utilizando Coleiras Impregnadas com Deltametrina na Cidade de Bauru, Estado de São Paulo
São Paulo
Práticas
Cobertura Vacinal: em que Medida Os Dados do Sipni Traduzem A Realidade Local?
São Paulo