Olá,

Visitante

Grupo Garis “Anjos da Paz”, de Um Município Nordestino.

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIAO projeto teve como escopo, educar, prevenir, proteger e promover a saúde do trabalhador (GARI), sensibilizar e conscientizar esses profissionais, quanto à importância de suas atividades e responsabilidade para a saúde dos cidadãos Pindobenses, tendo como respaldo a aquisição de valores, posturas e atitudes na conquista de um ambiente salutar. AVALIAÇÃO A intersetorialidade e a multidisciplinaridade foi fundamental no andamento desse trabalho, contribuindo para um resultado positivo e promissor, e melhoramento da qualidade de vida dos usuários e de seus familiares, permitindo o desenvolvimento de ações como: palestras, roda de conversas, reuniões, atividade física, debates e discussões entre profissionais para resolutividade de alguns casos. Tendo como parceiros a Secretaria de Administração, Assistência Social e Educação.METODOLOGIAInicialmente realizou-se visitas domiciliares, para a formação do grupo, pelos profissionais do NASF (fisioterapeuta, psicóloga, assistente Social, nutricionista) acompanhadas dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), apresentando as abordagens que iriam ser executadas durante o Projeto, Para tanto, foram realizadas ações refletindo sobre a realidade social, resgatando sua autoestima, cidadania e a socialização na sociedade. Após sua sensibilização e motivação para participar das atividades do projeto, foi feito um diagnóstico inicial, para identificar as necessidades e demandas cotidianas destes trabalhadores.

Durante toda a história humana o lixo representou tudo que não tem valor e/ou serventia para um determinado grupo social, trazendo a concepção de que deve ser posto para fora das residências, indústrias e estabelecimentos comerciais para alguém levar. Reforça essa tese vários trabalhos (Abreu 2001

Em relação a aplicabilidade da ação aqui executada, considera-se que a mesma vai ser aplicada em continuidade, inclusive em outros municípios, com a mesma possibilidade de êxito. Sugerimos a comunidade do projeto e estreitamento de relações entre nos familiares/profissionais, profissionais/profissionais para se obter positividade nas ações previstas de promoção, prevenção e qualidade de vida para os usuários e grupos específicos.Esse processo de trabalho envolveu cerca 18 (dezoito) participantes, baseado nas falas reportadas se pôde perceber que se mostraram satisfeitos com a profissão, por contribuírem com a limpeza de sua cidade e uma vida salutar para os moradores, principalmente por favorecer na redução da proliferação de vetores que transmitem doenças, sentem-se felizes ao término da jornada de trabalho ao se deparar com a cidade limpa. Deste modo, acredita-se que a questão ambiental envolve também a questão da valorização dos garis. Neste sentido, a informação de cuidados com a saúde, educação ambiental, condições seguras de trabalho pode contribuir para uma melhor qualidade de vida e inserção na sociedade promovendo o orgulho de ser gari.

Principal

Bianca de V. Paes Maia

A prática foi aplicada em

Pindoba

Alagoas

Nordeste

Instituição

Rua S José, s/n

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Bianca de V. Paes Maia

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
A Importância da Atividade Física na Terceira Idade- Mexa-Se
Santa Catarina
Práticas
Rádio Revolução Fm – a Rádio Que é Louca por Você …#
Rio de Janeiro
Práticas
Trabalhar amamentação como um aprendizado: gestantes e puérperas ESF Maria Laura de Jesus
Minas Gerais
Práticas
Educação nutricional com portadores de Diabetes Mellitus tipo II em uma UBS
Rondônia
Práticas
Rede de Assistência ao Usuário: Acesso ao Transporte Sanitário do Município de Queimadas
Paraíba
Práticas
Integralidade da assistência à saúde da mulher em um ambulatório especializado na APS em Buritis (RO)
Rondônia