Olá,

Visitante

Grupo de Dor Crônica, Bonito-Bahia

o município de Bonito tem como principal atividade econômica a agricultura (café, morango, maracujá e flores). De acordo com os dados do sistema próprio hospitalar e do SISAB, aproximadamente, 38% dos atendimentos realizados na atenção básica e no ambulatório do hospital estão relacionados a lombociatalgias, cervicalgias, dores nos joelhos, enfim, dor. A procura pelo serviço de fisioterapia vem aumentando significativamente devido aos casos crônicos de doenças osteomusculares surgindo uma demanda reprimida. A dor crônica é aquela com duração maior de 6 meses, de caráter contínuo e recorrente e que pode levar a grandes prejuízos na qualidade de vida, resultando em limitações físicas e funcionais, impactando na vida social, no trabalho e no bem estar pessoal. Considerando isso, a equipe NASF-AB Bonito juntamente com as equipes de saúde da família criaram o grupo de dor crônica como alternativa de tratamento e também de prevenção de complicações.

Auxiliar na redução das dores crônicas osteomusculares Estimular a adoção de práticas saudáveis como atividade física regular, alongamentos diários e alimentação saudável Promover atividades de promoção da saúde e prevenção de doenças, podendo garant Por meio das ESF, foram identificados os usuários com dores crônicas e encaminhados para avaliação com os fisioterapeutas que definiram os participantes do grupo. São realizados encontros semanais, com duração de uma hora, tendo o educador físico do NASF-AB como responsável, e acontecem nos equipamentos sociais disponíveis na comunidade. São realizadas orientações posturais, alongamento global, aquecimento de membros superiores e inferiores, e fortalecimento da musculatura atuante na coluna vertebral. Ações após os exercícios que visam uma atenção integral com momentos de educação em saúde com temas como uso racional de medicamentos, alimentação saudável, uso de práticas integrativas para o alívio da dor, dentre outros.

A adesão dos participantes ao grupo é muito boa, pois todos referem melhora da dor ao participar das atividades. Relatam ter mais consciência sobre a importância da atividade física para sua qualidade de vida, reconhecem suas limitações, sabem organizar a sua rotina sem precipitar a dor e entendem as outras alternativas disponíveis, a exemplo, da acupuntura e aromaterapia, como auxiliares.A criação dos novos grupos, esse ano, ampliou em mais de 100% tanto na zona urbana como rural, provando que os resultados estão sendo satisfatórios. Possibilitando aos participantes a manutenção da sua vida social e funcional com qualidade. Paralelo ao grupo acontece os grupos de incentivo a atividade física que fortalecem a adoção dessa prática.

Principal

Marcos Neiva De Souza Ferreira

edfisicamarcos@live.com

Coautores

Matheus De Sousa Marciel, Leyliane Nascimento Da Silva, Shirley Marques Oliveira, Thaymara Silva Leal, Ana Tássia Marques Valois

A prática foi aplicada em

Bonito

Bahia

Nordeste

Instituição

Travessa Utinga, Nº 13, Centro

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Sidalva Alves Dos Santos

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal