Olá,

Visitante

Explorando as possibilidades: atividade aquática no tratamento de TEA no município de Queimadas – PB

Crianças que apresentam diagnóstico de transtorno do espectro autista (TEA) geralmente possuem alterações no desenvolvimento neuropsicomotor, como comprometimento comportamental, de interação social e até neurológico. O tratamento do paciente com TEA demanda uma equipe multiprofissional e abordagens diferenciadas para o melhor manejo de suas habilidades e déficits.
O meio aquático se caracteriza como uma ferramenta importante para o desenvolvimento de crianças com TEA, principalmente no que se configuram suas habilidades motoras e as relações sociais com seus pais e outros pacientes.

Conquistas, impactos e dificuldades da utilização de atividade aquática como meio terapêutico em crianças com transtorno do espectro autista (TEA) atendidas no município de Queimadas-PB.

A demanda de crianças com diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista é cada vez mais crescente em todo o mundo. Visto que cada dia o sistema único de saúde se depara com esse público e suas características e necessidades, o projeto piloto desenvolvido no município de Queimadas na Paraíba vem ganhando notoriedade por apresentar uma estratégia terapêutica inovadora e muito promissora para essas crianças.
Este projeto é centrado na integração da atividade aquática como ferramenta terapêutica do TEA e demonstra resultados promissores na melhoria do desenvolvimento motor, cognitivo e social dessas crianças. Ao proporcionar um ambiente aquático seguro e estimulante, o projeto permite que as crianças com TEA experimentem uma forma única e inovadora de terapia, que combina os benefícios físicos da atividade aquática com a terapia comportamental e sensorial específica para suas necessidades, abordando também a interação social com seus pares.
A participação dessas crianças nas atividades aquáticas mostra diversos benefícios já adquiridos como a melhora da coordenação motora, diminuição da ansiedade, estímulos sensoriais proporcionados pela água, aprimoramento das habilidades sociais, desenvolvimento da confiança em outras pessoas e no ambiente, a autoconfiança e uma melhor qualidade de vida.
A partir do envolvimento ativo e participação no projeto, os pais e/ou responsáveis das crianças testemunham uma melhoria na comunicação, no vínculo afetivo e na qualidade de relacionamento com elas.

O projeto piloto de atividade aquática para crianças com TEA em Queimadas vem se destacando como um exemplo inspirador de inovação e eficácia na resposta às crescentes necessidades desse público no âmbito da saúde pública. Além dos resultados adquiridos pelas crianças como as habilidades motoras, cognitivas e comportamentais, as famílias também referem um impacto positivo no bem-estar emocional e social, bem como na qualidade de vida e na interação com as mesmas. Visto isso, é importante que outros projetos sejam realizados com objetivos de inovação terapêutica para esse público.

Principal

Arthur Cellys Tavares da Silva

arthurcellys@gmail.com

Coordenador de Fisioterapia

Coautores

Arthur Cellys Tavares da Silva, Rachell de Farias, Anderson Ramon da Silva Pereira, Raiane Maria Macedo Calafange, Lívia Maria Tavares Miranda, Camilla Sandrianny Pereira Barbosa

A prática foi aplicada em

Queimadas

Paraíba

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Rua Sebastião Lucena, 300, Queimadas - PB, 58475-000

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Arthur Cellys Tavares da Silva

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

15 abr 2024

e atualizada em

15 abr 2024

Início da Execução

18/03/2024

Condição da prática

Andamento

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
A importância do trabalho em rede para a efetivação da reinserção social aos dependentes químicos enquanto sujeitos de direitos: observações acerca do eixo reinserção social no Centro de Acolhimento e Atenção Integral Sobre Drogas do município de Cachoeiro de Itapemirim (ES)
Espírito Santo
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Inovação do cuidado em saúde mental no município de São José do Sabugi-PB a partir da prática.
Paraíba
Práticas
Em boas mãos: valorização dos profissionais de saúde e os impactos na proatividade em Queimadas – PB
Paraíba
Práticas
Protocolo de passagem de plantão no serviço residencial terapêutico: um relato de experiência
Paraíba
Práticas
Ressignificando vidas através das artes manuais: uma vivência do CAPS I Umbuzeiro-PB
Paraíba