Olá,

Visitante

Estratégias da Vigilância À Saúde na Construção da Rede de Apoio À Mulher Trabalhadora que Amamenta – Diadema, Sp, Brasil

Diadema apoia a recomendação da OMS e do MS de amamentar por 2 anos ou mais, exclusivamente no peito nos 6 primeiros meses. o Plano Municipal de Saúde (2018-2021) estabelece diretrizes para garantir o acesso a serviços de qualidade, implementar a Estratégia Nacional de Promoção do Aleitamento Materno e da Alimentação Complementar Saudável e criar uma cultura de respeito e apoio à amamentação para promover a saúde da mulher trabalhadora e do bebê, trazendo benefícios à sociedade. A Área de Vigilância à Saúde divulga as orientações da Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes e Crianças de Primeira Infância, Mamadeiras, Bicos e Chupetas (NBCAL), que regulam o mercado de produtos destinados a crianças até 3 anos, e à instalação de salas de apoio à amamentação nos locais de trabalho. Assim, a Vigilância Sanitária, Epidemiológica e Saúde do Trabalhador contribuem no incentivo, apoio, promoção e proteção à alimentação saudável na infância e a Estratégia Nacional.

Implementar estratégias que visam promover, proteger e apoiar o aleitamento materno no âmbito da Vigilância à Saúde divulgar e verificar o cumprimento das normas – a NBCAL apoiar e incentivar à instalação de salas de apoio à amamentação nos locais de em 2018, o Departamento de Vigilância à Saúde passou a integrar os grupos de trabalho da Secretaria de Saúde, no âmbito da Atenção Básica, cuja tarefa relaciona-se à diretriz de incentivo à amamentação e alimentação saudável. • GT Programa Saúde nas Escolas – a Vigilância à Saúde integra o grupo composto pela área de Atenção Básica e Secretaria de Educação. as iniciativas estão direcionadas à saúde das crianças relacionadas à prevenção de doenças e incentivo aleitamento materno. • GT Tutoras da Rede Mulher Trabalhadora que Amamenta (MTA) Diadema – as Vigilâncias Sanitária e da Saúde do Trabalhador atuam com foco nas ações voltadas ao cumprimento das normas – a NBCAL e de incentivo à instalação das salas de apoio à amamentação.

Produção do Guia para implantação de salas de apoio encaminhamento de 400 comunicados para as drogarias e supermercados com as orientações sobre NBCAL pactuação de fluxos de atualização da vacinação infantil com a Secretaria de Educação participação na Oficina da Mulher Trabalhadora que Amamenta para formação de tutores revisão dos protocolos de limpeza ambiental e higiene pessoal e estocagem de leite materno pesquisa com empresas para mapear a situação referente às salas de apoio à amamentação nos locais de trabalho inspeções em supermercados e drogarias referente à NBCAL orientações referentes à instalação das salas de Apoio a amamentação em todas inspeções instalação da primeira sala de apoio a amamentação em creche municipal.o Departamento de Vigilância à Saúde estruturou ações integradas de promoção à saúde voltadas ao apoio ao aleitamento materno exclusivo até os seis meses e da alimentação complementar saudável. Capacitou os técnicos para fiscalização e profissionais de saúde para o monitoramento da comercialização. Almeja-se contribuir para que mudanças significativas se operem no município em relação à diminuição da mortalidade materno-infantil e ao desenvolvimento infantil saudável.

Principal

Andreia De Conto Garbin

andreia.garbin@diadema.sp.gov.br

Coautores

Nancy Yasuda, Deise Araújo, Candida Rosa Alves, Cláudia Dos Reís Lisboa Novaes, Luis Claudio Sartori

A prática foi aplicada em

Diadema

São Paulo

Sudeste

Instituição

Rua Antônio Piranga, 614 – Centro - Diadema

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Luis Claudio Sartori

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Nova Estratégia de Controle da Leishmaniose Visceral Americana Utilizando Coleiras Impregnadas com Deltametrina na Cidade de Bauru, Estado de São Paulo
São Paulo
Práticas
Cobertura Vacinal: em que Medida Os Dados do Sipni Traduzem A Realidade Local?
São Paulo
Práticas
Consequências Práticas A Partir da Implantação e Certificação da Eaab na Ubs Pinheirinho de Embu das Artes-Sp
São Paulo
Práticas
Processo Compartilhado na Construção do Coapes em Araçatuba/Sp
São Paulo
Práticas
Avaliação e Acompanhamento do Estado Nutricional de Pacientes em Terapia Nutricional Via Oral e Enteral, Atendidos na Rede de Saúde do Município de Paraguaçu Paulista-Sp
São Paulo
Práticas
Estratégias para Enfrentamento da Judicialização da Saúde em Município de Pequeno Porte
São Paulo
Práticas
Promoção de Saúde e Objetivos de des envolvimento Sustentável A Partir da Horta Comunitária da Ubs Nova Bonsucesso – Guarulhos
São Paulo
Práticas
Fortalecendo Vínculos com Adolescentes: # Tamojunto Galera
São Paulo
Práticas
Reorganização da Atenção À Saúde de Nova Guataporanga
São Paulo
Práticas
o Uso da Tecnologia como Instrumento Facilitador da Avaliação da Satisfação dos Usuários em Relação aos Serviços de Saúde
São Paulo