Olá,

Visitante

Educação Permanente em Pé Diabético: Reestruturação de Um Programa com Vistas ao Atendimento Integral dos Usuários

O grupo reuniu-se durante 8 meses (maio a dezembro de 2014) de forma quinzenal, com o escopo de compartilhar estratégias de autocuidado para a pessoa com pé diabético de forma dinâmica e interativa. No ano seguinte, uma análise do acompanhamento ofertado foi realizada pela enfermeira do programa em parceria com docentes do curso de graduação em Enfermagem da Universidade Regional do Cariri (URCA). Dentre as lacunas evidenciadas, a incipiência de ações de educação permanente no serviço foi elencada como fator de impacto negativo na assistência aos pacientes. Com isso, os resultados apontaram para a necessidade de reestruturação do programa, o qual passou a ser executado em três vertentes: Educativa

Assistência Integral à pessoa com pé diabético

Percebeu-se que, a estratégia de grupo operativo permanente gerou uma certa dependência dos usuários para com o serviço, e impossibilitava a participação de mais pessoas, tendo em vista a grande rotatividade do atendimento. Isto vai de encontro à proposta do programa que é promover autonomia para o autocuidado de seus usuários. Em decorrência, a educação dos pacientes será realizada, doravante, em forma de curso com carga horária de limitada que abordará os conteúdos básicos para o autocuidado.Está em andamento a construção do Plano de educação permanente em pé diabético para profissionais do Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Iguatu, o qual contemplará profissionais do serviço e da atenção primária e será operacionalizado pelo Núcleo de Educação Permanente da Policlínica de Iguatu, a partir do segundo semestre de 2016.

Principal

Jayana Castelo Branco Cavalcante de Meneses,Cleivania Carvalho de Oliveira Alcantara, Simeya Nogueira Lopes, Tania Maria Teixeira Alencar, Venceslau Moreira de Araujo, Arielbarbosa Goncalves.

A prática foi aplicada em

Iguatu

Ceará

Nordeste

Instituição

Rua Engenheiro Wilton Correia Lima - s/n

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Jayana Castelo Branco Cavalcante de Meneses,Cleivania Carvalho de Oliveira Alcantara, Simeya Nogueira Lopes, Tania Maria Teixeira Alencar, Venceslau Moreira de Araujo, Arielbarbosa Goncalves.

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Educação Permanente Remodelando e Melhorando Indicadores de Saúde no Município de Cajazeirinhas-Pb
Paraíba
Práticas
Currículo Baseado em Competências: uma Proposta para o Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade no Município de Campo Bom – Rs
Santa Catarina
Práticas
Nephs: uma Colcha de Retalhos Feita com Histórias, Projetos, Ações e Transformações por Meio da Eps
Santa Catarina
Práticas
A Extensão Universitária Como Promotora da Integração Ensino-Serviço: Ações Interprofissionais no Pré-Natal da Atenção Primária À Saúde
Santa Catarina
Práticas
Vírus das Notícias: As Campanhas de Vacinação Infantil do Ministério da Saúde – Https://Www.Youtube.Com/Watch?V=S1Vtwdyhoy8
Práticas
Educomunicação em Saúde: Estratégia para Superar a Subnotificação de Intoxicações Exógenas Causadas por Agrotóxicos Agrícolas
Rio Grande do Sul
Práticas
Unificação das Ações dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Endemias.
Práticas
A Gestão Compartilhada nas “Oficinas Previne Brasil” : a Aps Que Temos Não é a Que Mostramos.
Rio Grande do Sul
Práticas
Formação de Gestores e o Processo de Regionalização, uma Experiência no Programa de Educação Permanente na Gestão Regionalizada do SUS no Amazonas
Amazonas
Práticas
A Implementação de Políticas Públicas de Saúde Voltadas a Pessoa com Deficiência: Formação e Percepção de Alunos de Um Curso de Gestão em Saúde.
Ceará