Olá,

Visitante

Conferência Municipal de Saúde: Perspectivas e des afios na Percepção de Graduandos de Enfermagem

A participação social tem como marco referencial na saúde a Lei nº 8.142/1990, as Conferências Nacionais de Saúde são anteriores ao próprio SUS, tendo ocorrido pela primeira vez em 1941. A Conferência reúne segmentos representativos da sociedade, para debater a situação de saúde e propor diretrizes para a formulação de políticas para a saúde. No ano de 2019 aconteceu a VII Conferência Municipal de Saúde tendo como tema central “Democracia e Saúde: Saúde como Direito e Consolidação do Financiamento do SUS”, e quatro eixos temáticos: Eixo 1: Saúde como Direito Eixo 2: Consolidação dos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Eixo 3: Financiamento adequado e suficiente para o SUS e Eixo 4: Composição, Organização e funcionamento dos Conselhos de Saúde. o objetivo da Conferência foi avaliar a situação da saúde, propor condições de acesso, acolhimento, definir diretrizes e prioridades para as políticas de saúde e desenvolvimento do controle social.

Descrever as perspectivas e desafios encontrados em uma Conferência Municipal de Saúde no interior do Ceará. o estudo apresenta um relato de experiência, realizado no mês de Março de 2019, onde estudantes de graduação tiveram a oportunidade de participar de uma Conferência Municipal de Saúde em uma cidade do interior do Ceará. Os participantes do estudo foram os conselheiros, representantes de profissionais e usuários eleitos nas pré-conferências. o estudo se deu a partir da participação nos trabalhos de grupo.

A Conferência Municipal de Saúde é de responsabilidade do Poder Executivo, excepcionalmente do Conselho Municipal. A discussão do tema da conferência em oficinas preliminares a conferência é extremamente importante, para divulgar a temática que a mesma trata, a falta de informação do evento ficou notória no relato de muitos participantes do eixo temático I (Saúde como Direito) onde foram trazidas questões de cunho pessoal, não pensando na coletividade e bem estar para população. Durante a leitura do regimento ocorrerem muitos erros, os participantes também se apropriaram da ocasião para fazer agradecimentos pessoais que não cabiam ao momento. Por isso a importância de saber fazer a escolha correta daquele que vai lhe representar.A experiência de participação de uma Conferência Municipal de Saúde foi proveitosa, foram trazidas questões que a população necessitava de esclarecimento a respeito da temática, e para os discentes como protagonistas e futuros profissionais do SUS. Neste sentido, possibilitou a compreensão e a vivencie do Controle Social na busca do direito a saúde e fortalecimento do SUS.

Principal

Maria Nizete Tavares Alves

nizeteta@gmail.com

Coautores

Camila Carvalho Soares, Julianne Duarte De Souza, Karoline Alves Oliveira, Maria De Fatima Vasques Monteiro,

A prática foi aplicada em

Crato

Ceará

Nordeste

Instituição

Rua Dos Tabajaras, 268

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

André Barreto Esmeraldo

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal