Olá,

Visitante

Concurso de Redação para o Ensino Fundamental – Prêmio: Maria José Pereira Mota. Tema: “Cultura de Paz – Eu Sou do Bem… Eu Sou da Paz”.

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: Acreditamos que a Cultura de Paz se faz nas pequenas ações do cotidiano, no nosso jeito de nos comunicar com os outros, na nossa forma de lidar com conflitos e sentimentos como frustração e raiva, na nossa capacidade de reconhecer e valorizar as diferenças e de sermos tolerantes. Cada um de nós pode ser um construtor da Paz e ainda influenciar com nossa maneira de agir, o grupo de pessoas que nos cercam a serem multiplicadores de hábitos e atitudes de cultura de paz. Entendemos que falar de Cultura de Paz em um momento social tão violento é um grande desafio, contudo é um assunto imprescindível para quem trabalha no campo da educação, principalmente para educadores da Educação Básica, etapa da vida escolar em que crianças e jovens, como seres em desenvolvimento, necessitam de uma formação substancial nas várias dimensões da vida (afetiva, emocional, cognitiva, ética, social, cultural, dentre outras), bem como de todo o empenho profissional e generosidade humana por parte dos profissionais envolvidos diretamente no cotidiano escolar. A escola, hoje, se tornou um espaço revelador de conflitos violentos, seja entre alunos/as, seja entre alunos/as e professores/as ou entre alunos e outros sujeitos que compõem o cenário de inúmeras instituições escolares. Lamentavelmente a escola, em especial a pública, tem sido protagonista de vários episódios que têm preocupado a sociedade, principalmente as pessoas que nela se arriscam diariamente, educadores, pais, bem como autoridades e pesquisadores. (Elilian Basílio e Silva). Sendo assim, o projeto apresentou como OBJETIVO GERAL: Promover atividades de promoção da saúde, estimulando as escolas participantes a discutirem no âmbito da comunidade escolar a questão da cultura de paz e divulgar os malefícios ocasionados a saúde pela combinação entre álcool, trânsito, sexo sem preservativo e outras comportamentos agressivos. Tendo como METAS: levar a discussão da cultura de paz para os alunos do 5º ao 9º ano das escolas municipais e estaduais do Município de São José da Tapera/AL.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS:O desenvolvimento do projeto ocorre em cinco etapas: ETAPAS / AÇÕES1ª

O Município de São José da Tapera possui uma área geográfica total de 519,626 Km², com população geral de 30.088 habitantes, destes 14.850 do sexo masculino e 15.238 do sexo feminino (CENSO IBGE 2010). Em levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Saúde, o município conta com aproximadamente 130 comunidades rurais (sítios, povoados, fazendas e distrito), os quais possuem como principal meio de locomoção motos e carros particulares.Observa-se que nos últimos tempos aumentou-se consideravelmente o número de acidentes automobilísticos nas vias municipais, uma vez que a população insiste na mistura de álcool e trânsito, uma combinação perigosa, que tem deixado muitas vítimas entre os nossos jovens. Infelizmente, outros fatores também foram observados, tais como: aumento da violência no ambiente escolar e maior percepção entre os profissionais da educação sobre o uso de drogas pelos alunos. Desta forma, este concurso social e educacional foi promovido pela Prefeitura Municipal de São José da Tapera/AL, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (PSE/NUPS), da Secretaria Municipal de Educação e da Secretaria Municipal de Assistencial Social, tendo como objetivo o incentivo educacional, social e cultural dos(as) participantes a adotarem uma postura de paz no seu cotidiano, pois esta atitude possivelmente contribuirá para minimizar ações de violência intrafamiliar e extrafamiliar, como: bullying, negligência, agressão física, verbal, psicológica, e sexual, entre outros. A realização deste concurso visa ainda estimular nas escolas participantes a leitura, a escrita, a discussão e o debate sobre a importância da Cultura de Paz, visando incentivar a adoção de valores como: respeito e diálogo para a resolução de problemas, já que a comunidade escolar vem corriqueiramente sendo vítima de atitudes violentas. Cumprindo assim a proposta da política de promoção em saúde visando a integração entre redes, com o objetivo de minimizar a referida problemática e contribuir de forma positiva na qualidade de vida da população.

– Iniciamos este trabalho no ano de 2013 e já estamos iniciando a organização da sua 2ª edição

Principal

Neyla Campos Almeida Cordeiro de Menezes

A prática foi aplicada em

São José da Tapera

Alagoas

Nordeste

Instituição

Rua 1º de maio, s/n, Centro

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Neyla Campos Almeida Cordeiro de Menezes

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Ações intersetoriais: integrando estratégias no combate às arboviroses na cidade de Belém do Brejo da Cruz (PB)
Paraíba
Práticas
Re(h)abilitando a interdisciplinaridade e o cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Fato ou fake: utilizando a força da internet no combate a fake news sobre vacinação em Esperança – PB.
Paraíba
Práticas
Projeto saúde na feira: ampliando o acesso de serviços de saúde no município de Ingá.
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Promoção da saúde mental dos trabalhadores da estratégia de saúde da família: cuidando do cuidador.
Paraíba