Olá,

Visitante

Ação Itinerante de Promoção, Proteção e Recuperação da Saúde nas Ilhas de Abaetetuba –Pará.

Para tanto, foram realizadas reuniões entre os profissionais de saúde do território

O projeto foi executado através da mobilização dos profissionais de saúde, somados a uma logística de transporte e melhoria da estrutura física dos postos, numa cooperação viabilizada pelo constante diálogo entre gestão, servidores e usuários, referenciado pela diagnose do território das 72 ilhas de Abaetetuba-Pará, subdividida em 19 polos de atendimentos, com previsão de ações mensais, durante 10 meses.

Dentre os aspectos ligados ao aprendizado destaca-se a união de esforços e a busca de parcerias para a sustentabilidade do projeto. Como consequência, percebeu-se também a racionalização do processo levando em consideração seus custos/benefício. Por fim, a organização dos serviços e cuidados dentro dos princípios de acessibilidade e integralidade de proporcionar à população a garantia de direitos. Quanto às dificuldades, ressaltam-se, os condicionantes ligados à geografia da região, as condições climáticas, com dependência, de marés, bem como as questões ligadas à segurança, por conta da incidência de assaltos realizados por “piratas” às embarcações e localidades da região. Apontam-se também dificuldades ligadas à insuficiência de recursos financeiro, recursos humanos, até por fim, chegar as questões relacionadas ao imaginário popular de ênfase à cultura curativa, em detrimento da preventiva.Quantos às perspectivas do projeto, vislumbra-se a consolidação dos perfis epidemiológicos e a implementação de novos serviços, a consequente formação da cultura de educação permanente em saúde, os estreitamento das relações entre profissionais de saúde e comunidade, consolidando assim o vínculo, referência e a retroalimentação do conceito de saúde. Desta forma o legado proposto pauta dentre outras coisas o preceito constitucional de direito à saúde, e os princípios do SUS, quais sejam: Universalidade, Integralidade e Equidade.

Principal

Laurindo Campos de Lima

A prática foi aplicada em

Abaetetuba

Pará

Norte

Instituição

RUA BARAO DO RIO BRANCO

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Laurindo Campos de Lima

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Hiperdia em Ação nas Comunidades: Estratégias para Melhorar a Qualidade de Vida dos Cidadãos Coqueirenses.
Práticas
Uso do Futsal Como Estratégia de Promoção da Saúde e Diminuição do Risco de Marginalização: Projeto Caminhos do Viver.
São Paulo
Práticas
Qualidade de Vida no Grupo “Mulher Ativa” na Cidade de Montalvânia – Mg
Minas Gerais
Práticas
Qualidade de Vida e Longevidade: Educação/Prevenção/Promoção em Saúde Sob os Aspectos Biopsicossociais Como Ferramenta para o Cuidado de Pacientes Hipertensos e Diabéticos.
Minas Gerais
Práticas
Projeto “Viva Leve”
Minas Gerais
Práticas
Grupo Girassol: Relatos de Experiência de Ações de Promoção da Saúde para Melhoria da Qualidade de Vida de Pessoas com Doenças e Sequelas
Minas Gerais
Práticas
Praticas Exitosas no Grupo de Emagrecimento.
Minas Gerais
Práticas
de Bem com a Vida”: Experiência do Grupo de Manejo da Ansiedade da Uaps Jardim Paraíso no Município de Patos de Minas
Pará
Práticas
Promoção de saúde e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis através de grupos para perda de peso em São Gonçalo do Rio Preto (MG)
Minas Gerais
Práticas
Artesanato Como Prática de Promoção em Saúde Mental.
Rio de Janeiro