Olá,

Visitante

“Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade – Secretaria Municipal de Saúde – Semsa Contribuindo com o Crescimento, Reordenamento e Fortalecimento da Rede Saúde Manauara”.

DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS:As ações da Residência são desenvolvidas em unidades da Estratégia Saúde da Família, com preceptoria semipresencial, presencial e mediada por tecnologia, através de plataforma MOODLE, site:http://www.telessaudeam.org.br/ead/, Telessaúde e redes sociais (WhatsApp), proporcionando acompanhamento dos atendimentos e dúvidas de maneira instantânea, com debates críticos e construção de saberes. São realizadas atividades teóricas às terças e quintas feiras no período da tarde. A maior carga horária é desenvolvida dentro de unidades básicas de saúde, com rodízios periódicos em especialidades focais e medicina Rural, no qual os Residentes prestam assistência às comunidades ribeirinhas da área rural de Manaus. Os residentes desenvolvem nas Unidades Básicas de Saúde diversas atividades como atendimento médico, atividades educativas na comunidade e fora dela, assistência em abrigos, unidades móveis, capacitação de profissionais da Secretaria Municipal de Saúde e várias outras ações planejadas de acordo com a realidade local. As ações são realizadas diariamente de segunda a sexta e excepcionalmente aos sábados e domingos. O Programa de Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade é financiado através de recursos do Pro-Residência do Ministério da Saúde e da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus.Destaca-se dentro do Programa de Residência a parceria entre a Unidade Escola e o primeiro NASF implantado em Manaus, a colaboração entre os profissionais de saúde e profissionais da educação, através da elaboração e condução de aulas de bacharelado, oficinas de capacitação, de educação permanente, conduzidas de forma interdisciplinar e parceria com equipes multidisciplinares para elaboração de linhas guias. A Unidade Escola também recebe acadêmicos de disciplinas diversas em parceria com Universidades o que contribui com a formação de novos profissionais com vivência em saúde pública fortalecendo o Sistema Único de Saúde.INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS:O ponto de partida foi solicitar o credenciamento no Ministério da Educação e no Pró-Residência do Ministério da Saúde. Foram ofertadas 8 vagas para R1, com preenchimento de 100% das vagas.Os residentes que já pertenciam ao quadro da Secretaria permaneceram em suas unidades com preceptoria semipresencial, os demais foram alocados na unidade escola UBS Enfa Ivone Lima dos Santos com preceptoria direta.OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTO:A avaliação e monitoramento são realizados através de reuniões sistemáticas mensais com os preceptores para analisar o desenvolvimento do Programa de Residência e verificar se as atividades ocorreram conforme o previsto ou precisam de readequação.

Este trabalho visa apresentar a experiência de implantação e desenvolvimento da Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus. A Medicina de Família e Comunidade (MFC) é uma especialidade médica que desenvolve, de forma integrada e integradora, práticas de promoção, proteção e recuperação da saúde dirigidas a pessoas, famílias e comunidades, tornando-se a especialidade médica de excelência da Atenção Primária à Saúde. A Residência foi implantada em abril de 2012 com credenciamento de 08 vagas. Os residentes foram inseridos em equipes da Estratégia Saúde da Família, tendo como unidade escola a UBS Enfa Ivone Lima dos Santos. O programa de Residência Médica em MFC além de formar profissionais aptos a atuar no novo modelo de atenção à saúde foi participante ativo em vários projetos da Secretaria Municipal de Saúde e de outras instituições, entre eles:construção das Linhas guias Materno Infantil e Doenças Crônicas (HAS, DM e DRC), elaboração e condução das Oficinas de Capacitação da Estratificação de Risco para os profissionais da Estratégia Saúde da Família, construção do Projeto para Classificação de Risco Familiar da Secretaria Municipal de Saúde, participação na Oficina de Capacitação em Grupos Operativos da SEMSA, participação no processo de reorganização da Atenção Secundária em Manaus, elaboração e condução do primeiro Curso de Férias da disciplina “Medicina de Família e Comunidade” da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), participação no projeto Telessaúde(UEA)-Bacharelado em Saúde Coletiva. A residência também teve importante papel na conversão da Policlínica Ivone Lima dos Santos em Unidade Escola que será referência também para a Residência Multiprofissional em Saúde da Família e na implantação do primeiro NASF de Manaus. As ações desenvolvidas pelo Programa de Residência em MFC tornam-se mais relevantes devido a alta complexidade do trabalho em Atenção Primária, que requer profissionais qualificados, com habilidades e ferramentas para lidar com os vários determinantes da saúde.

A Residência Médica é considerada padrão ouro para formação de profissionais. Desde 1994 até hoje a Estratégia Saúde da Família vem crescendo em ritmo acelerado, porém o número de profissionais capacitados, principalmente médicos, não vem acompanhando esse crescimento. No Brasil, a especialidade foi reconhecida pelo Ministério da Educação, por intermédio da Comissão Nacional de Residência Médica em 1981 com o nome de Medicina Geral Comunitária. Porém, desde 1976, mantinha programas de formação específica em Porto Alegre (Murialdo), Rio de Janeiro (UERJ) e Vitória da Conquista (UFPE).Em 2002 ganha a nomenclatura de Medicina de Família e Comunidade por intermédio de uma resolução conjunta do Conselho Federal de Medicina, Associação Médica Brasileira, Comissão Nacional de Residência Médica e Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC).Através do trabalho desenvolvido o Programa de Residência em MFC vem buscando consolidar seu papel na nova Rede de Saúde Manauara. Em 2014 sairão os primeiros especialistas em Medicina de Família e Comunidade formados pela Secretaria Municipal de Saúde de Manaus que passarão a integrar o grupo de preceptores, dando continuidade ao processo de formação de novos profissionais, com possível aumento no número de vagas a serem ofertadas e criação do R3 de MFC-Rural.

Principal

Mauro Magaldi Lins

subgs@pmm.am.gov.br

A prática foi aplicada em

Manaus

Amazonas

Norte

Instituição

Av. Mário Ipiranga Monteiro, 1695

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Mauro Magaldi Lins

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

05 out 2016

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba
Práticas
Estratégias de imunização em município do interior da Paraíba resulta em 1º lugar no estado durante campanha de influenza 2024 : relato de experiência
Paraíba